Quarta-feira, 13 de Fevereiro de 2008

FADO VERSÍCULO - SIC 1º JORNAL DE HOJE - depoimentos

 

 

Como é possivel que o Maestro Pedro Osório, Presidente da Sociedade Portuguesa de Autores, tome esta posição, quando a própria SPA, me informa que está a ser elaborado o processo, e que irá para os serviços jurídicos!

 

Transcrevo os "mails" enviados

 


 

-----Mensagem original-----
De: Vitor Duarte Marceneiro [mailto:marceneiro@sapo.pt]
Enviada: quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2008 10:26
Para: grandes.direitos@spautores.pt
Assunto: att: Ana Brasinha
Cara Amiga
Mando-lhe o texto que coloquei no meu blog e mais um que foi publicado no portal do fado.
Mando ainda as comparações musicais, que explicam a má fé e desonestidade do Sr. Carlos do Carmo neste assunto.

-----Mensagem original-----

De: Vitor Duarte Marceneiro [mailto:marceneiro@sapo.pt]

Enviada: quarta-feira, 13 de Fevereiro de 2008 22:34

Para: grandes.direitos@spautores.pt

Assunto: Fado Versículo de Alfredo Marceneieo

  

Caros amigos

Após a minha exposição pelo telefone e envio de "mails", sobre a usurpação dos direitos de uma música de meu avô.Fui informado via telefone que o processo estava em formação, para seguir para os serviços os juridicos. Tive hoje a supresa de ver numa peça de reportagem do 1º Jornal na Sic, em que sou entrevistado, que foi também entrevistado o Exmº Senhor Presidente da SPA, Maestro Pedro Osório, em que dà já uma opinião/decisão nessa qualidade! (ver video no meu blog).

Nenhum dos herdeiros teve qualquer resposta á nossa justa reenvidicação.

Agradeço esclarecimento sobre este assunto, com a maior brevidade possivel.

Atentamente

Vítor Manuel de Azevedo Duarte

Herdeiro de Alfredo Marceneiro

 

Contacto com o autor: clicando aqui
publicado por Vítor Marceneiro às 23:27
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Pedro Moreira a 14 de Fevereiro de 2008 às 10:12
Lamentavelmente não me parece que esta queixa vá ter pernas para andar agora talvez tire o Prémio ao Sr. Carlos do Carmo.
De Ofélia Pereira a 14 de Fevereiro de 2008 às 19:37
Caro Amigo
Tenho-me mantido em silêncio acerca deste assunto, mas estou muito atenta e quero expressar-lhe aqui o meu incondicional apoio. Do pouco que sei de Fado, não tenho quaisquer dúvidas de que a razão está completamente do seu lado; é evidente que a música premiada é o Fado Versículo, autoria do seu avô, naquela ou em qualquer outra interpretação que lhe queiram dar! Por isso, O SEU A SEU DONO!... Inqualificável a posição que alguns intelectuais-musicólogos têm tomado para defenderem o que é indefensável!... TRISTES FIGURAS que em nada abonam a honestidade intelectual que obriga os verdadeiros homens de cultura ... os outros, são vendilhões do templo! Cuidavam, de certo, que ninguém ia reparar, que andamos todos distraídos, que somos todos uns ignorantes?... Enganaram-se!
Fico orgulhosa com a atitude de algumas pessoas que pertencem ao Fado e quero aqui cumprimentar por darem a cara e dizerem a difícil verdade; desde logo o J.Manuel Osório, fadista e investigador com obra publicada; também o João Braga, fadista e grande conhecedor do assunto; Julieta Estrela, fadista, Presidente da APAF e par de C.doC no Museu do Fado.
Um abraço e vamos em frente!
De Vítor Marceneiro a 14 de Fevereiro de 2008 às 22:22
Minha Cara Amiga
Se todos os portugueses, soubessem e gostassem de Fado, pelo menos 1/5 do pouco qua a minha amiga sabe, o nosso Fado decerto não tinha discussões desnessárias como a que está a acontecer.
Permita que cimente a esta opinião lembrando a quem nos lê que para me darem razão, bastará escrever na busca do google ou outra, Fado Cravo, ou ainda Berta Cardoso.
Um beijo de amizado, com um grande abraço fadista.
Vítor
De Victor Conde a 15 de Fevereiro de 2008 às 13:50
Só por surdez, ignorância, ou outra coisa qualquer, se pode fazer afirmações como as que fez o Senhor Pedro Osório.
Há mais de cinquenta anos que toda a gente do universo fadista ouve cantar e canta o versiculo de Alfredo Marceneiro, com temas diferentes e com interpretações diferentes.
É facil verificar através de gravações de outros fadistas durante todos estes anos, que o que Carlos do Carmo fez não tem nada de novo nem é inédito.
Tentar tornear o problema dizendo que Carlos do Carmo estilou o Fado menor à sua maneira é falso. A forma como o fez já estava inventada por Alfredo Marceneiro e devidamente registada na SPA.
Um dia deste agarro num quadro de picasso e onde estiver verde ponho amarelo e depois digo que é meu.
Admira-me imenso que homens com responsabilidade, figuras públicas, que por principio se deviam comportar com alguma verticalidade, venham defender esta tremenda falsidade, que pôe em causa o bom nome do Fado e dos Fadistas, mas que sobretudo atenta contra a memória de Alfredo Marceneiro. Resolvam o assunto com dignidade! Retratem-se.

Comentar post

Clique aqui para se inscrever na
Associação Cultural de Fado

"O Patriarca do Fado"
Clique na Foto para ver o meu perfil!

arquivos

Dezembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Aguarelas gentilmente cedidas por MESTRE REAL BORDALO. Proibida a sua reprodução

tags

10 anos de saudade

2008

50 anos de televisão

ada de castro

adega machado

adelina ramos

alberto ribeiro

alcindo de carvalho

alcino frazão

aldina duarte

alfredo correeiro

alfredo duarte jr

alfredo duarte jr.

alfredo duarte júnior

alfredo marcemeiro

alfredo marceneiro

alice maria

amália

amália no luso

amália rodrigues

américo pereira

amigos

ana rosmaninho

angra do heroísmo

anita guerreiro

antónio dos santos

antónio melo correia

antónio parreira

argentina santos

armanda ferreira

armandinho

armando boaventura

armando machado

arménio de melo - guitarrista

artur ribeiro

árvore de natal

ary dos santos

aurélio da paz dos reis

avelino de sousa

beatriz costa

beatriz da conceição

berta cardoso

carlos conde

carlos escobar

carlos zel

dia da mãe

dia do trabalhador

euclides cavaco

fadista

fado

fado bailado

fados da minha vida

fados de lisboa

feira da ladra

fernando farinha

fernando maurício

florência

gabino ferreira

guitarra portuguesa

guitarrista

helena sarmento

hermínia silva

herminia silva

joão braga

josé afonso

júlia florista

linhares barbosa

lisboa

lisboa no guiness

lucília do carmo

magusto

manuel fernandes

marchas populares

maria da fé

maria josé praça

maria teresa de noronha

max

mercado da ribeira

miguel ramos

noites de s. bento

oficios de rua

óleos real bordalo

paquito

patriarca do fado

porta de s. vicente ou da mouraria

pregões de lisboa

raul nery

real bordalo

santo antónio de lisboa

santos populares

são martinho

teresa silva carvalho

tereza tarouca

tristão da silva

vasco rafael

vítor duarte marceneiro

vitor duarte marceneiro

vítor marceneiro

vitor marceneiro

zeca afonso

todas as tags