Sexta-feira, 16 de Maio de 2008

Continua o desmascarar.... até à verdade final

Amigo Victor,

 
Muito grato te fico por teres feito o favor, à maioria dos portugueses, de publicares no teu site um dos cartazes (escrito em português) que se viram colados, durante alguns dias, nos tapumes de algumas obras de construção civil, em Paris, para anunciar aos emigrantes que Carlos do Carmo estava nos dias 11 e 12 de Outubro de 1980, em matiné (18 horas) no Olympia e não à noite, conforme ele tem dito, mentirosamente, na televisão, jornais e revistas. Para estar no Olympia à noite, ele nunca teve estatuto.
O artista que naquelas datas estava em cena no Olympia, à noite, chamou-se mundialmente Gilbert Bécaud!
Agradeço-te ainda por mostrares uma foto que ilustra a imponência com que fica a fachada desse teatro, quando tem de anunciar à França (não só aos emigrantes) que uma artista portuguesa ou de outra nacionalidade, de craveira internacional do mais alto nível está em cena naquela sala; como se verifica no caso de Nossa Senhora do Fado.
Fico feliz por saber que a tua intenção não é a de fazeres comparações porque tanto tu como os restantes fadistas e portugueses, em geral, sabem que não se compara o incomparável. Sei que o fizeste, especialmente, para que muitos portugueses possam ficar com uma noção exacta da grandiosidade e do esplendor dos "terrenos artísticos" que pisam os grandes artistas do mundo como Amália e o lamaçal, de embuste, de trafulhice, de mentira, de hipocrisia, de ganância desmedida, de ódio e, sobretudo, de estupidez e inveja onde se afoga, cada vez mais, o Sr. Carlos do Carmo que, por via disso, no mundo das artes populares portugueses é simplesmente inexistente. Nos "documentos" que publicas vê-se a abismal diferença do tratamento que existe no "showbusiness" mundial entre quem é quem e quem não é ninguém; quem é contratado por Bruno Cocatrix para actuar no Olympia 15 noites por cada contrato, durante mais de 30 anos e quem uma vez na vida, por demência, tem de alugar esse espaço, por 2 tardes, na intenção de convencer mentirosamente toda a gente de que também tem um disco "ao vivo" no Olympia, de que também é igual aos outros. Isto, é contrafacção. Isto, é o que fazem alguns vendedores de feira: vendem as camisolas do Costa ... por Lacoste! Coitado! A sua loucura é tal que não o deixa admitir a sua inexistência intelectual e artística!
Na França, como no resto do mundo civilizado, é sempre a televisão e a imprensa escrita que anunciam, mostram e divulgam ao país os grandes artistas que por lá passam para que os cidadãos saibam quem lá está e quando, onde e a que horas os podem ver. Como isto nunca aconteceu, em parte nenhuma (a esse nível) ao Sr. Carlos do Carmo, ele mandou fazer os seus cartazes, em português, mandou-os colocar estrategicamente por conta própria a alvejar os emigrantes que ele abomina e teve tanto sucesso nas suas actuações que continua de tal maneira ignorado que nem pagando, nunca mais lá voltou. Mas quem e o quê terá impedido, toda a vida, os grandes empresários estrangeiros, como Bruno Cocatrix ou a World Music, por exemplo, de contratar semelhante "vedeta"? Do disco que ele diz ter gravado no Olympia, que é outra mentira, falarei oportunamente.
Todo este desprezível comportamento (que tem sido seu apanágio) ao longo dos anos o suporte da sua "carreira - sem carreira", o arrojo, a lata, a falta de escrúpulos, a psicopatia com que tudo isto tem sido orquestrado e realizado, a sua estúpida e insaciável necessidade de vedetismo e heroicidade, mesmo falsa, tornam-se ainda mais sinistros, antipatrióticos e repugnantes quando recebem o elogio, a admiração, o apoio, a cobertura ignorante de organismos e entidades como a RTP, os Jornais, as Revistas, José Saramago, Vitorino de Almeida, Graça Moura, Rui V. Nery, Santana Lopes, Carmona Rodrigues, Academia das Artes e Ciências Cinematográficas de Espanha, SPA, CML, EGEAC, enfim... todos quantos por conivência lhe enviaram felicitações pela vigarice dos Goya!
Sabes, Victor, é a indivíduos como o Sr. Carlos do Carmo que neste país vazio de valores credíveis e exemplares, onde reina o antipatriotismo, a lusofobia, o compadrio e a corrupção, onde chamam desporto ao futebol, onde os espanhóis e os italianos nos dizem quem é o Rei ou a Rainha do Fado, neste país enlameado de Apitos Dourados, Apitos Finais, Pedofilia, GNR, Offshores, etc., que por terem gasto (em nome do Fado) o dinheiro do Povo a venderem-se ao mundo "embrulhados" em Fado-Rap, Fado-Rock e Fado-Flamenco, cantado por "fadistas brasileiros", por mutilarem assim o Fado e a Cultura Popular Portuguesa, autopromovendo-se, recebem por esta pouca vergonha os parabéns de Presidentes da República e a aceitação do Ministério da Cultura! São nomeados "embaixadores" (ninguém sabe por quem de direito) conselheiros musicais, assessores das Casa do Fado, da Guitarra, da Sinfonieta e do Contrabaixo, falam (avultadamente pagos) na RTP sobre Fado, são congressistas de Fado, recebem o "Prémio Zeco" do Zeca, os "Glóbulos Vermelhos" e alguns jornais e televisões até têm a lata de lhes chamarem portugueses e fadistas!...
Amigo Victor, hoje já não aguento mais! Vou ficar por aqui .... tenho de ir vomitar! 
 Fernando Zelozo 

 

 

Para além deste texto e foto  de Fernando Zeloso, recebi também este  mail, que trancrevo e passo a responder.

 

-----Mensagem original-----
De: dadifrancisco@sapo.pt [mailto:dadifrancisco@sapo.pt]
Enviada: sexta-feira, 16 de Maio de 2008 19:10
Para: fado.em.movimento@sapo.pt
Assunto:
Carlos do Carmo no Olimpia

 

Sr. Vítor Marceneiro

 

Tenho indicação do seguinte, Carlos do Carmo também actuou no  Alter Oper de Frankfurt, e uma noite no Olímpia, penso que quererá corrigir, pois aprecio a sua verticalidade.

PF

 

Na realidade consta no registo da  "Alter Opera de Frankfurt", o nome de Carlos do Carmo, tal como o Rodrigo, Carlos Paredes, Sérgio Godinho, Fausto, Francisco Fanhais, José Mário Branco, Janita Salomé, Zeca Afonso, etc.

Eram organizados espectáculos com artistas de todo o mundo, que actuavam, para os emigrantes dos respectivos países, e também para os alemães.

Mas contratada, com publicidade nos jornais, rádio e televisão, e ainda com cartaz entregue na compra do bilhete de ingresso, cartaz este com fotos, dados biográficos e as letras dos temas, escritos em português e alemão, só uma... AMÁLIA RODRIGUES, que esteve em palco 3 dias, tendo sido acompanhada, pelos músicos, Carlos Gonçalves na Guitarra Portuguesa, Joel Pina na Viola e Tó Moliças no Baixo.

Quanto á noite no Olympia de Paris, não há qualquer registo, nem qualquer publicidade, pelo que é quase certo que CC, nunca tenha actuado em soirées, porque se tal fosse verdade, certamente que ele teria fotos, cartazes etc.

Contacto com o autor: clicando aqui
publicado por Vítor Marceneiro às 23:55
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De MLeiria a 17 de Maio de 2008 às 09:06
Meus amigos, diz o povo, na sua imensa sabedoria, que "a ignorância é muito atrevida"; assim é, de facto; por isso uma grande parte de toda essa gente da Informação tem o atrevimento de "informar" acerca do que não faz a "mais pálida" ideia; e também por isso aos mentirosos é fácil mentir. Aos que sabem não é dada a palavra, mesmo porque eles, os da Informação, nem sabem quem sabe. Hoje, mais do que nunca, os compadrios infestam os corredores do Poder e a Vergonha nem é visita de casa. O sr. CduC, que canta o fado mas não é fadista, é, isso sim, um belíssimo actor e tem uma verve invejável... Não é de agora que CduC é como é, mas nem eu, que espero sempre o pior, esperava o tanto que ele fez... mas não me surpreende. O que ainda me surpreende é que, exceptuando pouco mais do que meia dúzia de nós, todos os outros demonstrem uma profunda indiferença perante os factos mais que graves que têm vindo a ser denunciados, todos permanecendo calados, sabe-se lá, por medo ou autismo!? Estou, porém, crente que, mais dia menos dia, a Verdade far-se-á ouvir novamente; até mesmo porque, como diz o povo, na sua enorme e profunda sabedoria, "a Verdade é como o azeite - vem sempre ao de cima"
Beijinhos
De Sofia Neves a 29 de Maio de 2008 às 15:46
A palavra certa é chocada. Realmente todos os dias somos confrontados com realidades que nada mais são que puras e deslavadas mentiras. É triste quando chegamos à conclusão que não somos nada mais do que simples meios para atingir fins. O fado é o que de mais genuíno Portugal tem, mas o fado não é nada sem os seus fadistas. Ambos requerem o respeito que lhes é merecido.
Pois esse Sr. . foi mais um banho de agua fria. Quem diria que o tão enaltecido Carlos do Carmo, pelo qual sentia o tal respeito a cima indicado, se viria a revelar como sendo mais um parasita cuja imagem tem vindo a ser construída ás custas dos que nada fazem em prol de...
É lamentável que se continue a glorificar o que de pior se tem neste país.
Parabéns pelo seu trabalho, e que a verdade seja apurada em nome de todos, em nome do Fado.

Comentar post

Clique aqui para se inscrever na
Associação Cultural de Fado

"O Patriarca do Fado"
Clique na Foto para ver o meu perfil!

arquivos

Agosto 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Aguarelas gentilmente cedidas por MESTRE REAL BORDALO. Proibida a sua reprodução

tags

10 anos de saudade

2008

50 anos de televisão

ada de castro

adega machado

adelina ramos

alberto ribeiro

alcindo de carvalho

alcino frazão

aldina duarte

alfredo correeiro

alfredo duarte jr

alfredo duarte jr.

alfredo duarte júnior

alfredo marcemeiro

alfredo marceneiro

alice maria

amália

amália no luso

amália rodrigues

américo pereira

amigos

ana rosmaninho

angra do heroísmo

anita guerreiro

antónio dos santos

antónio melo correia

antónio parreira

argentina santos

armanda ferreira

armandinho

armando boaventura

armando machado

arménio de melo - guitarrista

artur ribeiro

árvore de natal

ary dos santos

aurélio da paz dos reis

avelino de sousa

beatriz costa

beatriz da conceição

berta cardoso

carlos conde

carlos escobar

carlos zel

dia da mãe

dia do trabalhador

euclides cavaco

fadista

fado

fado bailado

fados da minha vida

fados de lisboa

feira da ladra

fernando farinha

fernando maurício

florência

gabino ferreira

guitarra portuguesa

guitarrista

helena sarmento

hermínia silva

herminia silva

joão braga

josé afonso

júlia florista

linhares barbosa

lisboa

lisboa no guiness

lucília do carmo

magusto

manuel fernandes

marchas populares

maria da fé

maria josé praça

maria teresa de noronha

max

mercado da ribeira

miguel ramos

noites de s. bento

oficios de rua

óleos real bordalo

paquito

patriarca do fado

porta de s. vicente ou da mouraria

pregões de lisboa

raul nery

real bordalo

santo antónio de lisboa

santos populares

são martinho

teresa silva carvalho

tereza tarouca

tristão da silva

vasco rafael

vítor duarte marceneiro

vitor duarte marceneiro

vítor marceneiro

vitor marceneiro

zeca afonso

todas as tags