Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

JOÃO BRAGA - Fado Nosso

Dia 23 de Junho de 2009, será decerto para o Fado uma data memorável, pois talvez pela primeira vez no Salão Nobre nos Paços do Conselho da Camara Municipal de Lisboa, com o apoio do presidente da edilidade, houve Fado, cantado ao vivo. João Braga apresentou o seu úttimo trabalho em CD " Fado Nosso". Há  nove anos que não gravava! 

 

"Fado Nosso" marca o regresso de João Braga aos discos de originais, nove anos depois de "Cantar ao Fado". Nome de referência do Fado e mentor de novas gerações de fadistas, é com grande satisfação que a Companhia Nacional de Música edita este seu trabalho, onde se comprova cabalmente que a força interpretativa do cantor se encontra num dos pontos mais elevados da sua carreira. Quando em 2005 João Braga foi alvo de uma delicada intervenção cirúrgica, reavaliou a vida e disso deixou testemunho no livro "Ai Este Meu Coração", editado no ano seguinte. Agora, é ele próprio que encara "Fado Nosso" - título sugerido por Manuel Alegre, o poeta mais cantado neste novo disco - como um renascimento. Tendo cm conta a elevada qualidade poética aqui presente - além de Alegre, há poesia de Luiz de Camões, de Vinícius de Moraes, de David Mourão-Ferreira, de António Tavares-Telles e de Eduardo Valente da Fonseca, entre outros - é impossível esquecer que João Braga tem vindo a ser um dos mais dignos seguidores de um percurso iniciado por Amália Rodrigues, ao trazer para o fado os grandes poetas da língua e da alma portuguesas. Mas também ao nível musical este trabalho se destaca, já que alia de forma magistral versões de temas clássicos de Carlos Ramos, de Alfredo Marceneiro ou de Joaquim Campos a novas composições de Nuno Rodrigues {num sempre aguardado regresso ã escrita musical), de Arlindo de Carvalho (o autor do eterno "Chapéu Preto") e do próprio João Braga. Por último, importa destacar as presenças especiais de Manuel Alegre (no recitativo de "Soneto de Separação") e da jovem fadista Cuca. O brilho instrumental das melodias é dado por Jaime Santos Jr., José Luís Nobre Costa c Joel Pina - três dos músicos mais prestigiados do "nosso fado"-, em conjunto com um dos valores mais recentes da nova geração de guitarristas: Pedro de Castro.

Lisboa 23 de Junho de 2009

 

 

Por razões que espero me desculpem, entre todos os temas qual deles o melhor, escolhi este, espero que gostem.

 

João Braga

canta: O Último Faia

Letra de: António Tavares-Teles

Música de: Fado Versículo de Alfredo Marceneiro

 

 

O ULTIMO FAIA

Letra: António Tavares-Teles

Música; Alfredo Marceneiro - "Fado do Versículo'

 

Da casa da Mariquinhas ao Café,

Ao Café das Camareiras, provocante.

De viela em viela, Mestre Alfredo

Vai em busca da Menina do Mirante.

 

Encostado ao balcão de uma taberna

Numa pausa do caminho ele encontrou

O pintor, velho pintor que um dia terna,

Ternamente, o seu fado desenhou.

 

Sem arvorar um ar gingão ou fadistão

Mas como um real fadista que se assume

Para o velho pintor cantou então

Até quase de manhã, sem um queixume.

 

Foi num cabaré de feira, ruidoso,

Na viela um novo dia despontava

E ao escutá-lo o velho pintor pintava

Uma tela apenas digna do Malhoa.

 

Amor é água que corre, tudo passa,

E a Menina do Mirante enfim passou,

Pois por vezes a taberna tem mais graça

Tem mais vida, mesmo quando tem mais dor.

 

À mercê do vento brando bailam rosas

Em quimérico vergel, descolorido.

É mais um dia que morre, mas que importa?

Batem as oito na Sé, de um fado antigo.

 

 

 

 

Contacto com o autor: clicando aqui
música: O Último Faia
publicado por Vítor Marceneiro às 20:27
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De S a 28 de Junho de 2009 às 15:12
Muito obrigada pela partilha. Além da sua escolha ser evidente, o Versículo é uma composição histórica de uma beleza sem par, e este poema na voz de João Braga cai-lhe muito bem.
Felicidades!

Comentar post

Clique aqui para se inscrever na
Associação Cultural de Fado

"O Patriarca do Fado"
Clique na Foto para ver o meu perfil!

arquivos

Agosto 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Aguarelas gentilmente cedidas por MESTRE REAL BORDALO. Proibida a sua reprodução

tags

10 anos de saudade

2008

50 anos de televisão

ada de castro

adega machado

adelina ramos

alberto ribeiro

alcindo de carvalho

alcino frazão

aldina duarte

alfredo correeiro

alfredo duarte jr

alfredo duarte jr.

alfredo duarte júnior

alfredo marcemeiro

alfredo marceneiro

alice maria

amália

amália no luso

amália rodrigues

américo pereira

amigos

ana rosmaninho

angra do heroísmo

anita guerreiro

antónio dos santos

antónio melo correia

antónio parreira

argentina santos

armanda ferreira

armandinho

armando boaventura

armando machado

arménio de melo - guitarrista

artur ribeiro

árvore de natal

ary dos santos

aurélio da paz dos reis

avelino de sousa

beatriz costa

beatriz da conceição

berta cardoso

carlos conde

carlos escobar

carlos zel

dia da mãe

dia do trabalhador

euclides cavaco

fadista

fado

fado bailado

fados da minha vida

fados de lisboa

feira da ladra

fernando farinha

fernando maurício

florência

gabino ferreira

guitarra portuguesa

guitarrista

helena sarmento

hermínia silva

herminia silva

joão braga

josé afonso

júlia florista

linhares barbosa

lisboa

lisboa no guiness

lucília do carmo

magusto

manuel fernandes

marchas populares

maria da fé

maria josé praça

maria teresa de noronha

max

mercado da ribeira

miguel ramos

noites de s. bento

oficios de rua

óleos real bordalo

paquito

patriarca do fado

porta de s. vicente ou da mouraria

pregões de lisboa

raul nery

real bordalo

santo antónio de lisboa

santos populares

são martinho

teresa silva carvalho

tereza tarouca

tristão da silva

vasco rafael

vítor duarte marceneiro

vitor duarte marceneiro

vítor marceneiro

vitor marceneiro

zeca afonso

todas as tags