Sábado, 14 de Setembro de 2013

João Ficalho - Fadista Alentejano de Borba

João Manuel  Compoête  Ficalho , nasceu no Alentejo na cidade de  Borba, no dia 6 de Março de 1951.

Desde muito novo,,tomou gosto pela música de tal modo que improvisava baterias musicais no

balcão da taberna de que o pai era proprietário.  O bombo eram garrafões, as panelas  os tachos  e as tampas  dos mesmos, as baquetas eram as colheres, garfos e facas compunham, era assim  a sua imaginária bateria.

O pai, Miguel Ficalho tocava guitarra, e  vendo o gosto que o filho tinha pela música  resolveu mandá-lo aprender a tocar guitarra, mas o  jovem João, como o professor também dava aulas de viola,  é por este instrumento que se sente atraído, com alguma decepção no inicio  pela parte do  pai, mas passados poucos meses já o João o acompanhava.

Tinha oito anos quando os elementos da  conferências de S. Vicente Paulo, de Borba, organizaram um espectáculo  no Cine-Teatro de Borba, e o João alcançou enorme êxito ao  cantar um tema que ainda hoje é de referência quando pisa palcos, “Vila de Borba”.

A vida na terra não era fácil e os pais quando fez 13 anos mandaram-no para  Lisboa-Moscavide, ficando a cargo de familiares,  para começar a trabalhar.

Deixa de poder  dedicar-se de alma e coração ao instrumento e à música de que tanto gostava.

Aos 17  anos, volta para Borba, e logo  se integra no grupo musical 1X2, como viola

e vocalista. Quando o grupo não tem actividade, actua em simultâneo em vários tipos de festas com o teclista João Varela, com quem já mantinha uma  grande amizade.        

Aos  19 anos cantava  e  tocava  a solo,  animando festas,  realizando alguns espectáculos e   convívios amigáveis.

Ainda com 19 anos  casou com a jovem  Nazaré , que lhe deu três filhos

É chamado para cumprir o serviço militar e foi mobilizado  para a Guiné, onde se mantém de

Janeiro de 1973 a Maio de 1974. Mas na Guiné continua a sua progressão na música, fez parte do grupo musical da Polícia Militar como viola ritmo e vocalista, foi convidado a cantar em directo à rádio de Bissau, a sua actuação não passou despercebida ao proprietário do Bar Gato Negro, que logo o contrata, passando a fazer parelha com o seu amigo João Varela.

Ferido em serviço é evacuado para o continente e internado no  Hospital Militar à  Estrela onde permaneceu durante 3 meses.        

Passa à disponibilidade e de volta a Borba integrou o grupo musical Star Melodia de Vila Viçosa, durante 12 anos, sem nunca deixar de realizar espectáculos de fados.

Mais tarde, e após a extinção deste último grupo musical, fez parte do grupo de Borba Honda-Média, sempre com o fado a ser aquilo que mais gostava de cantar.

Em 1990 começa a compor poemas e a musicar, tornando-se sócio da Sociedade Portuguesa de Autores, onde foi registando os seus trabalhos, e passa a dedicar-se única e exclusivamente ao fado, cantando e tocando na sua viola.

Os  anos passam, continua a escrever, mas guarda os seus poemas e músicas numa "caixa de papelão".

Foi convidado a  participar no CD de homenagem ao João Rita com 3 poemas de sua autoria, onde também participaram o filho Joaquim Ladeiras e D. Vicente da Câmara.

Em 1996 surge um projecto para formar o Grupo Delta por iniciativa do Sr. Comendador Rui Nabeiro, que se tornou realidade no mesmo ano, estando ainda no activo sempre que é solicitado.

Entretanto, vai  levando o nome de Borba por todo o Alentejo, e a outros locais, tais como Espanha, Bélgica, onde cantou ao lado de grandes nomes do fado e da música portuguesa, esteve também na Finlândia, mas a tocar viola, acompanhando João Tenreiro, lembrando sempre com saudade os nomes do Tóquim, Carlos Zel e Maria Leopoldina da Guia, entre outros.       

Em Março de 2006, decide  editar um CD, com os poemas e músicas que vinha arquivando na sua"caixa de papelão". Fez mais poemas, dedicados  a amigos e familiares, e é  neste contexto que surge o projecto, "Orgulhoso por ti, Vila de Borba”.

Em  Março de 2010, celebra 40 anos a cantar os mais variados géneros de música, rodeado por todos aqueles que o acompanharam e partilharam os bons e os maus momentos ao longo da sua carreira, enquanto amador.

A 30 de Outubro de 2010, apresenta o seu segundo CD “ Fados Novos”.  A modéstia, simplicidade e amizade são marcas do João Ficalho. O apoio, o carinho, as palavras de conforto foram referências que nunca  lhe faltaram.  Não sendo de admirar, a grande afluência de grande parte dos seus amigos, assim como, de grupos musicais,  música de baile, de música de ambiente,  das fadistices e das boémias.

 

Já conheço há uma série de anos o João Ficalho, já actuámos os dois, e agora aqui estou com muito gosto a apresentá-lo no meu blogue.

Tive o grato prazer de lhe realizar dois video-clips, que espero que apreciem este grande (compadre) fadista alentejano.

 

Vítor Marceneiro

 

 

 

 

Video Clipe de João Ficalho

Canta versos de sua autoria " Ser amigo é ser alguém

Música de Joaquim Campos

 

SER AMIGO, É SER ALGUÉM

 

                     AMIZADE P’RA SER PURA

                     VAI ALÉM DE SER AMIGO

                     É RESPEITO E TERNURA

                     É TER UM OMBRO DE ABRIGO

 

É ESTAR LONGE, SEMPRE PERTO

O CHEGAR NÃO TEM DEMORA

É CORAÇÃO SEMPRE ABERTO

QUE NOS OUVE A QUALQUER HORA

 

                    DIZER AMIGO, HÁ ESPERANÇA

                    EM TOM MEIGO, DOCEMENTE

                    AMIGO NUNCA SE CANSA

                    SENTIR O QUE A GENTE SENTE

 

O CARINHO QUE SE TEM

É PODEM CRER, AFINAL

O AMIGO, É SER ALGUÉM

É SER ALGUÉM ESPECIAL

 

                    É ALGUÉM A QUEM ABRIMOS

                    TOTALMENTE O CORAÇÃO

                    ONDE CHORAMOS OU SORRIMOS

                    SEJA QUAL FOR A RAZÃO

 

SER AMIGO É COM CERTEZA

MAIS ALENTO P’RA VIVER

SENDO A MAIS BELA RIQUEZA

QUE NA VIDA PODE HAVER

 

João Ficalho

Borba 2010

 

Contacto com o autor: clicando aqui
Viva Lisboa: Ah! Fadista
música: Ser amigo é ser alguém
publicado por Vítor Marceneiro às 15:00
link do post | comentar | favorito
Clique aqui para se inscrever na
Associação Cultural de Fado

"O Patriarca do Fado"
Clique na Foto para ver o meu perfil!

arquivos

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Site Portugues
Aguarelas gentilmente cedidas por MESTRE REAL BORDALO. Proibida a sua reprodução

tags

10 anos de saudade

2008

50 anos de televisão

ada de castro

adega machado

adelina ramos

alberto ribeiro

alcindo de carvalho

alcino frazão

aldina duarte

alfredo correeiro

alfredo duarte jr

alfredo duarte jr.

alfredo duarte júnior

alfredo marcemeiro

alfredo marceneiro

alice maria

amália

amália no luso

amália rodrigues

américo pereira

amigos

ana rosmaninho

angra do heroísmo

anita guerreiro

antónio dos santos

antónio melo correia

antónio parreira

argentina santos

armanda ferreira

armandinho

armando boaventura

armando machado

arménio de melo - guitarrista

artur ribeiro

árvore de natal

ary dos santos

aurélio da paz dos reis

avelino de sousa

bairros de lisboa

beatriz costa

beatriz da conceição

berta cardoso

carlos conde

carlos escobar

carlos zel

dia da mãe

dia do trabalhador

euclides cavaco

fadista

fado

fado bailado

fados da minha vida

fados de lisboa

fernando farinha

fernando maurício

fernando pessoa

florência

gabino ferreira

guitarra portuguesa

guitarrista

helena sarmento

hermínia silva

herminia silva

joão braga

josé afonso

júlia florista

linhares barbosa

lisboa

lisboa no guiness

lucília do carmo

magusto

manuel fernandes

marchas populares

maria da fé

maria josé praça

maria teresa de noronha

max

mercado da ribeira

miguel ramos

noites de s. bento

oficios de rua

óleos real bordalo

paquito

porta de s. vicente ou da mouraria

pregões de lisboa

raul nery

real bordalo

santo antónio de lisboa

santos populares

são martinho

teresa silva carvalho

tereza tarouca

tristão da silva

vasco rafael

vítor duarte marceneiro

vitor duarte marceneiro

vítor marceneiro

vitor marceneiro

zeca afonso

todas as tags