Quinta-feira, 9 de Maio de 2013

ARGENTINA SANTOS

MARIA ARGENTINA PINTO DOS SANTOS, nasceu em Lisboa, na Mouraria (fre­guesia do Socorro), a 6 de Fevereiro de 1926.

Desde 1950 que se mantém à frente do seu restaurante típico “A Parreirinha de Alfama”, também conhecida antigamente com (Cantinho da Amália), sendo considerada uma excelente cozinheira.

Argentina Santos só iniciou a sua carreira artística depois da aber­tura do seu restaurante, cantando com sucesso para os frequentadores da casa. De facto, graças à autenticidade das suas interpretações e a um estilo muito pessoal, logo se impôs como uma das mais dotadas e prometedoras fadistas da época, tornando-se desde então, muito apreciada como intérprete do fado clássico, na linha das cantadeiras afamadas do passado.

Pela Parreirinha de Alfama passaram as mais consagradas cantadeiras de fado, aliás as paredes estão decoradas com molduras com as fotos de todas elas. Homens só Marceneiro e Júlio Peres.

Os fados As Duas Santas (letra de Augusto Martins e música do Fado Franklin) e Juras (letra de Alberto Rodrigues e música de Joaquim Campos) foram, entre outros, grandes êxitos seus.

Gravou o seu primeiro disco em 1960 cantando conhecidas composições como Chafariz do Rei, Quadras (de António Botto), Naquela Noite, Em Janeiro, Amar Não é Pecado, Dito por Não Dito, Passeio Fadista, A Grandeza do Fado, Não Me Venhas Bater à Porta, Mágoas Com a Vida, Reza, Quadras Soltas e Os Meus Passos.

Tendo-se embora confinado às suas actuações na Parreirinha de Alfama e a uma ou outra intervenção em festas públicas e particulares, Argentina Santos não deixou, por isso, de se tornar conhecida e apreciada como cantadeira castiça.

Nas últimas décadas tem tido umas deslocações ao estrangeiro, onde também tem agradado.

Na 1º Gala dos *Prémios Amália Rodrigues, foi agraciada com o prémio carreira.

Em 2011 Argentina Santos, retira-se para a Casa do Artista.

 

Argentina Santos e Alfredo Marceneiro

 

 

Anúncio da "Parreirinha de Alfama" no Jornal a Voz de Portugal de Janeiro de 1959

em que se verifica que se apelidava também de (Cantinho da Amália)

 

 

Berta Cardoso, Alfredo Marceneiro, Lina Maria Alves (a fadista que há mais anos foi residente na Parreirinha) e o guitarrista Acácio Gomes

 

 

Caricatura de Argentina Santos da autoria

do Dr. Francisco Faria Pais

oferecida à Associação Cultural de Fado "O Patriarca do Fado"

Protegida por Direitos Autorais

 

Argentina Santos, entrou no filme "Fados"  interpretando um "Fado Menor" .

 


Para a feitura do referido filme o erário público contribuiu com um milhão de euros, para considerar este apoio como de interesse de Lisboa, do Fado e de Portugal  a EGEAC, fez várias exigências, destaco só os seguintes considerandos:

  •  Considerando que este projecto contribui, de forma inequívoca, para a promoção da Cidade de Lisboa, dado que as suas filmagens decorrerão, na íntegra, nesta Cidade;
  •  Considerando que este projecto reúne as condições para a fixação de um rigoroso testemunho cinematográfico sobre o universo do Fado, como instrumento de afirmação da nossa identidade cultural e de internacionalização do Fado e da Cidade de Lisboa;
  •  Considerando que a EGEAC tem como missão criar um perfil nacional e internacional de Lisboa enquanto montra de património, espectáculos, cultura e entretenimento, por forma a atrair eventos de prestígio, garantir apoio adequado aos promotores e proporcionar uma oferta diversificada aos públicos da capital;

Há indicações que o filme foi visto por milhares de pessoas, foram includivé editados mais de 11.000 DVD, (não foram pagos os direitos de autor nem os direitos conexos).

 Pergunto a quem viu o filme?.

Para além das imagens que são utilizadas em sistema de "chroma key" e só nos  dois "telediscos" de CC, que poderão ou não identificar Lisboa, onde está a promoção á cidade?! 

Em que locais da cidade foram feitas todas as filmagens, que como  parece tinha sido acordado, inclusive sabe-se que acabou por ser montada nos estúdios em Madrid, uma réplica da "Casa de Fados" que havia no Museu do Fado, onde actuaram os outros intervenientes?!

Haverá mais perguntas a fazer, muitas mais, e não tenho dúvidas que venham a ser feitas, nomeadamente se o erário público já recuperou o dinheiro empregue face ao êxito apregoado do Filme,  e já afirmado  em jornais, que o investimento já estava recuperado e dar lucro... veremos. 

Aqui estou a apresentar o videoclip inserido no filme em que a Argentina Santos canta... pasme-se, sobre um fundo de cor em imagem parada com 4 planos, ao invés do que a própria já confessou, e é de todo sabido, que seria filmada a cantar na sua casa " A Parreirinha de Alfama"!

Não uso toda imagem movimento, e uso só quatro "imagens fixas" exemplificativas de cada um dos planos.

Como é possível que os cineastas deste país estejam calados com tudo isto?

Como é possivel que alguém diga que este filme divulga Lisboa, que o Fado na sua essência, mormente o valor dos fadistas que nele entraram?

Contacto com o autor: clicando aqui
Viva Lisboa: Fadistas de antigamente
música: Volta Atrás Vida Vivida
publicado por Vítor Marceneiro às 14:00
link do post | comentar | favorito
Clique aqui para se inscrever na
Associação Cultural de Fado

"O Patriarca do Fado"
Clique na Foto para ver o meu perfil!

arquivos

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Site Portugues
Aguarelas gentilmente cedidas por MESTRE REAL BORDALO. Proibida a sua reprodução

tags

10 anos de saudade

2008

50 anos de televisão

ada de castro

adega machado

adelina ramos

alberto ribeiro

alcindo de carvalho

alcino frazão

aldina duarte

alfredo correeiro

alfredo duarte jr

alfredo duarte jr.

alfredo duarte júnior

alfredo marcemeiro

alfredo marceneiro

alice maria

amália

amália no luso

amália rodrigues

américo pereira

amigos

ana rosmaninho

angra do heroísmo

anita guerreiro

antónio dos santos

antónio melo correia

antónio parreira

argentina santos

armanda ferreira

armandinho

armando boaventura

armando machado

arménio de melo - guitarrista

artur ribeiro

árvore de natal

ary dos santos

aurélio da paz dos reis

avelino de sousa

bairros de lisboa

beatriz costa

beatriz da conceição

berta cardoso

carlos conde

carlos escobar

carlos zel

dia da mãe

dia do trabalhador

euclides cavaco

fadista

fado

fado bailado

fados da minha vida

fados de lisboa

fernando farinha

fernando maurício

fernando pessoa

florência

gabino ferreira

guitarra portuguesa

guitarrista

helena sarmento

hermínia silva

herminia silva

joão braga

josé afonso

júlia florista

linhares barbosa

lisboa

lisboa no guiness

lucília do carmo

magusto

manuel fernandes

marchas populares

maria da fé

maria josé praça

maria teresa de noronha

max

mercado da ribeira

miguel ramos

noites de s. bento

oficios de rua

óleos real bordalo

paquito

porta de s. vicente ou da mouraria

pregões de lisboa

raul nery

real bordalo

santo antónio de lisboa

santos populares

são martinho

teresa silva carvalho

tereza tarouca

tristão da silva

vasco rafael

vítor duarte marceneiro

vitor duarte marceneiro

vítor marceneiro

vitor marceneiro

zeca afonso

todas as tags