Quarta-feira, 13 de Junho de 2007

Colecção de Discos de Massa de música portuguesa 1904-1945 (Fechado o negócio)

Aqui está uma notícia que nos alegra a todos, amantes do Fado

 

0005sr6g 

 

 Disco de massa de 78 rpm- Alfredo Marceneiro canta "Cabelo Branco" 1936

  

Estado garante a compra da colecção de discos de música portuguesa na posse de Bruce Bastin

 

Lisboa, 13 Jun (Lusa) - A colecção dos discos de música portuguesa na posse do britânico Bruce Bastin vai ser adquirida por Portugal, garantiu hoje à agência Lusa o secretário de Estado da Cultura, Mário Vieira de Carvalho.

    "Dentro de uma semana, poderemos acertar a minuta do contrato da compra, no valor de 1,1 milhões de euros", disse o governante.
    O Ministério da Cultura e a Câmara de Lisboa "aceitaram reforçar em 100.000 euros cada um, a sua participação, de modo a cobrir o valor pedido por Bruce Bastin", disse Vieira de Carvalho.
    O ministério, a quem caberá a guarda e tratamento do espólio, participará com 400 mil euros, tal como a Câmara de Lisboa, e os restantes 300 mil euros são assegurados por um mecenas, cuja identidade não foi revelada, sabendo-se tratar de uma entidade bancária.
    Mário Vieira de Carvalho fez hoje este anúncio, depois de ter recebido uma carta da Câmara de Lisboa confirmando que garantia o reforço de 100 mil euros.
    O então vereador da Cultura, José Amaral Lopes, tinha já afirmado à Lusa a disponibilidade da edilidade em "avançar com mais 100 mil euros, para Portugal não perder o espólio".
    "A colecção irá integrar o futuro Museu da Música e do Som, onde há pessoal técnico para o tratamento específico deste material", disse Vieira de Carvalho.
    Contactado pela agência Lusa, o advogado José Alberto Sardinha, representante legal de Bruce Bastin, confirmou ter sido já contactado no sentido "de se redigir minuta da versão final do contrato de compra".
    O estudo deste espólio, maioritariamente constituído por discos de fado, é considerado essencial por vários investigadores.
    Para o musicólogo Rui Vieira Nery, a aquisição deste espólio "é essencial para um melhor conhecimento da história fadista, nomeadamente nos primórdios da gravação fonográfica".
    A colecção inclui registos fonográficos efectuados entre 1904 e 1945 pela His Master's Voice, Columbia, Homokord, Victor ou Grammophone, estando, na sua maioria, dados como perdidos.
    Entre as vozes de referência, estão gravadas as de Júlia Florista, Maria Vitória e Reinaldo Ferreira.
    Bastin tinha na sua posse cinco mil registos fonográficos de música portuguesa, entre baladas, folclore, canção ligeira e fado, a que se juntam outros três mil encontrados no Brasil e adquiridos pelo coleccionador.
    Entre os cerca de oito mil discos encontram-se algumas das primeiras gravações de artistas nacionais como José Bastos, Isabel Costa, Almeida Cruz, Eduardo de Souza, Rodrigues Vieira ou Delfina Victor.
    O espólio encontra-se em "muito boas condições", afiançou à Lusa o investigador José Moças, que o descobriu e propôs a sua aquisição por Portugal.
    "Estas são - realçou - as primeiras gravações de fado de sempre, que nos irão dar, certamente, uma outra perspectiva da história desta canção popular urbana".
    Além dos fados, são, na avaliação de Moças, "igualmente importantes do ponto de vista musical e etnográfico registos mais tardios de Maria Alice, Manasses de Lacerda, Avelino Baptista, Estêvão Amarante, Madalena de Melo, Maria Emília Ferreira, Júlia Florista e Maria do Carmo Torres, bem como dos mais conhecidos Ercília Costa, Berta Cardoso, António Menano, Edmundo de Bettencourt, Armandinho e o popular Alfredo Marceneiro".
    NL.
    Lusa/Fim


 

Vieira Nery, Mariza, Sara Pereira e Amigos do Fado aplaudem compra da colecção de discos de música portuguesa 
   
Lisboa, 13 Jun (Lusa) - O musicólogo Rui Vieira Nery afirmou à Lusa que a compra dos discos de música portuguesa, na posse de Bruce Bastin, anunciada hoje pelo secretário de Estado da Cultura, é "algo pelo qual todos nos congratulamos".

    "Ninguém compreendia esta não concretização ou o ter sido repetidamente adiada pelo Ministério da Cultura esta decisão", disse Nery.
    "Fico muito feliz pois esta compra permite o enriquecimento do espólio fonográfico português", acrescentou.

    Sara Pereira, gestora do Museu do Fado, disse que esta era "uma decisão esperada, no sentido em que se tem trabalhado para a sua concretização".
    A gestora do Museu, no bairro lisboeta de Alfama, afirmou que o estudo da colecção "é fundamental para um melhor conhecimento da historiografia do fado".
    "Muitos nomes desconhecidos vão ser agora divulgados e, apesar de mais de metade da colecção ser fado, é um enriquecimento também para a música portuguesa em geral", afirmou.

    Efusiva, Mariza, embaixadora da candidatura do fado a património imaterial da humanidade pela UNESCO, afirmou à Lusa ser esta "uma notícia genial".
    "Para mim, que tanto me bati pela vinda desta colecção para Portugal, é um sonho tornado realidade", afirmou.
    A fadista afirmou que "esta colecção coloca tudo em aberto quanto às origens do fado e vem beneficiar-nos a todos, pois ficamos a conhecer melhor como se cantava, tocava, etc".
    "Eu que pergunto sempre aos mais velhos como era e procuro aprender, estou muito curiosa em saber o que nos reserva a colecção. Resta agora saber quando a vamos poder ver e estudar", disse a criadora de "Ó gente da minha terra".

    A presidente da Associação Portuguesa dos Amigos do Fado (APAF), Julieta Estrela, membro do conselho consultivo do Museu do Fado, afirmou-se satisfeita "por terem chegado a bom porto as negociações".
    Para Julieta Estrela, "é essencial agora garantir a sua preservação, digitalização, para que não se perca, e permitir um acesso efectivo dos investigadores de modo a tirar proveito do que nos poderão revelar essas gravações".
    Numa altura em que se prepara a candidatura do fado a patrinmónio imaterial da humanidade, a presidente da APAF afirmou que "a colecção pode dar uma achega essencial".
    Julieta Estrela afirmou-se curiosa em conhecer algumas vozes de que só havia memória literária, como o caso de Maria Vitória ou Júlia Florista, bem como a forma como se interpretava e acompanhava instrumentalmente o fado.
    "Para os fados tradicionais e mais antigos, casos do Corrido, Mouraria e Menor, poderá haver surpresas", rematou.

    O estudioso de fado Vítor Duarte Marceneiro, actualmente empenhado na concretização de uma base de dados de canções sobre Lisboa, é perentório em afirmar que "o estudo desta colecção vai trazer surpresas".
    O estudo de uma coelcção que faz todo o sentido vir, finalmente, para Portugal pode "demonstrar outras formas de interpretação e a revelação de nomes de que nem temos memória".
    Neto de Alfredo Marceneiro, o investigador considera que o repertório do seu avô está amplamente conhecido e divulgado, "não sendo de crer que haja novidades", mas "haverá certamente de outros nomes, nomeadamente de Maria Alice".

    A colecção inclui registos fonográficos efectuados entre 1904 e 1945 pela His Master's Voice, Columbia, Homokord, Victor ou Grammophone, estando, na sua maioria, dados como perdidos.

    Entre as vozes de referência, estão gravadas as de Júlia Florista, Maria Vitória e Reinaldo Ferreira.

    Bastin tinha na sua posse cinco mil registos fonográficos de música portuguesa, entre baladas, folclore, canção ligeira e fado, a que se juntam outros três mil encontrados no Brasil e adquiridos pelo coleccionador.
    Entre os cerca de oito mil discos encontram-se algumas das primeiras gravações de artistas nacionais como José Bastos, Isabel Costa, Almeida Cruz, Eduardo de Souza, Rodrigues Vieira ou Delfina Victor.
    O espólio encontra-se em "muito boas condições", disse à Lusa Sara Pereira que teve já possibilidade de o examinar e acompanhou as negociações.
NL.
Lusa/Fim



Contacto com o autor: clicando aqui
publicado por Vítor Marceneiro às 21:12
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Alves Sousa a 14 de Junho de 2007 às 12:09
Que venha o espólio e o deixem explorar por todos e não apenas por alguns como acontece mais que o desejável no meio fadista.
De Manuel Ruivo a 15 de Junho de 2007 às 12:53
Deviam criar um blog anunciando que iam descobrindo e que todos coemntássemos.
De Manuel Marques a 16 de Junho de 2007 às 13:48
A ver vamos quantas voltas ainda se vai dar para a colecção e muitas outras para estar disponível!
De Flores de Verde Pino a 18 de Junho de 2007 às 19:25
Esta é a notícia do momento para todos os que se interessam não só pelo fado como pela música em geral. Afinal havia discos nossos dispersos pelo mundo que se juntam agora graças ao empenho de um inglês com a agilidade e saber de um português - José Moças - ! De facto não é de todo um preço amigo feito por um súbdito de Sua Majestade , o mais antigo aliado de Portugal, mas o importante é que venham os discos. Curiosas as declarações de uns e de outros. Sara Pereira que este era o "final feliz", os Amigos do Fado a pedirem investigação, conservação e tudo mais, e bem, Rui Vieira Nery disse o que sempre tem tido de forma clara e inteligente. Marceneiro assume o papel de todos nós: espera para ver e espera surpresas. A ver vamos se o espólio não é um "balde água fria". Mariza está muito feliz!... e efusiva... Se tudo for assim como afirma o secretário de Estado daqui a uns anos iremos ver o que tem o espolio, para já que se assine não só a minuta mas o próprio contrato de venda!!!!!!!!!!!!!!!!
De aideuseue@yahoo.com a 17 de Janeiro de 2008 às 23:22
Caro Vítor
Parte da colecção já está em Portugal. Merecia um artigo seu. A sua opinião. Lançar o debate. Não acha?

Comentar post

Clique aqui para se inscrever na
Associação Cultural de Fado

"O Patriarca do Fado"
Clique na Foto para ver o meu perfil!

arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Aguarelas gentilmente cedidas por MESTRE REAL BORDALO. Proibida a sua reprodução

tags

10 anos de saudade

2008

50 anos de televisão

ada de castro

adega machado

adelina ramos

alberto ribeiro

alcindo de carvalho

alcino frazão

aldina duarte

alfredo correeiro

alfredo duarte jr

alfredo duarte jr.

alfredo duarte júnior

alfredo marcemeiro

alfredo marceneiro

alice maria

amália

amália no luso

amália rodrigues

américo pereira

amigos

ana rosmaninho

angra do heroísmo

anita guerreiro

antónio dos santos

antónio melo correia

antónio parreira

argentina santos

armanda ferreira

armandinho

armando boaventura

armando machado

arménio de melo - guitarrista

artur ribeiro

árvore de natal

ary dos santos

aurélio da paz dos reis

avelino de sousa

beatriz costa

beatriz da conceição

berta cardoso

carlos conde

carlos escobar

carlos zel

dia da mãe

dia do trabalhador

euclides cavaco

fadista

fado

fado bailado

fados da minha vida

fados de lisboa

feira da ladra

fernando farinha

fernando maurício

florência

gabino ferreira

guitarra portuguesa

guitarrista

helena sarmento

hermínia silva

herminia silva

joão braga

josé afonso

júlia florista

linhares barbosa

lisboa

lisboa no guiness

lucília do carmo

magusto

manuel fernandes

marchas populares

maria da fé

maria josé praça

maria teresa de noronha

max

mercado da ribeira

miguel ramos

noites de s. bento

oficios de rua

óleos real bordalo

paquito

patriarca do fado

porta de s. vicente ou da mouraria

pregões de lisboa

raul nery

real bordalo

santo antónio de lisboa

santos populares

são martinho

teresa silva carvalho

tereza tarouca

tristão da silva

vasco rafael

vítor duarte marceneiro

vitor duarte marceneiro

vítor marceneiro

vitor marceneiro

zeca afonso

todas as tags