Terça-feira, 26 de Novembro de 2013

LENITA GENTIL

 

Natural da Marinha Grande, começou a cantar aos 16 anos pela mão do maestro Resende Dias aos microfones dos Emissores Reunidos do Norte, vindo a profissionalizar-se pouco tempo depois na Emissora Nacional.

Começa a experimentar o fado ainda nos começos da década de 1970, grava entre outros, "A tantos do tal" (Artur Ribeiro/Fernando Farinha/Fado Alexandrino) acompanhada pelo conjunto de guitarras de Jorge Fontes.

Esteve contratada na Toca de Carlos Ramos.

Com uma carreira de assinaláveis êxitos na canção, como "Partir, voltar" ou "Eles foram tão longe". Representa Portugal em vários festivais interna­cionais, salientando-se duas vitórias consecutivas no Festival Hispano-Português do Douro e o Prémio da Crítica nas Olimpíadas da Canção, em Atenas, para além de destacadas participações em festivais no México, Roménia e Polónia.

"Tarde triste no Campo Pequeno" foi o “pasodoble” que fez saltar o nome de Lenita para a ribalta

Em 1983 gravou aquele que se tornará num dos seus temas emblemáticos: "Preciso de espaço" (Vasco de Lima Couto/Verónica), nesta década vai-se dedicando cada vez mais ao fado que torna sua carreira por opção e dedicação.

Entre outros álbuns de fado editou "Fado-Lenita Gentil" (Movieplay), "Maria la portuguesa" e "Fado para dois" com Natalino de Jesus, ambos com a etiqueta Ovação.

Além das várias digressões ao estrangeiro, Lenita Gentil canta habitualmente nas Arcadas do Faia, ao Bairro Alto, em Lisboa.

Ao longo da sua carreira foi já distinguida com o Óscar da Imprensa e o Prémio Prestígio da Imprensa.

Em 2006 recebe o “Troféu Amália Rodrigues” – Melhor Álbum de Fado –  "OUTRO LADO DO FADO', editado pela Ovação em 2005, pela sua interpretação quer em alguns temas já conhecidos, como "Fria Claridade" que canta na melodia do Fado Mouraria, ou "Maldição" (David Mourão-Ferreira / Alfredo Marceneiro), quer em  inéditos como "As penas que me deixaste"(Rogério de Oliveira / Otério José Lopes). O acompanhamento esteva a cargo de Fernando Silva na guitarra portuguesa, Jaime Santos na viola e Joel Pina na viola baixo.


 Nota: Quando da gravação do tema Preciso de Espaço, produzi e realizei um Tele-Disco para a RTP da Lenita Gentil - Vítor Marceneiro

 

 Lenita Gentil canta: Preciso de Espaço

 

Contacto com o autor: clicando aqui
Viva Lisboa:
música: Preciso de espaço
publicado por Vítor Marceneiro às 00:00
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Ricardo Alves a 31 de Agosto de 2007 às 12:26
De facto uma justissima homenagem parabéns pelo brilhante texto! Muito bem escrito e claro nas ideias! Fiquei a saber que o amigo Marceneiro também realizou tele-discos.
De mlcastanheira@hotmail.com a 31 de Agosto de 2007 às 12:52
Gosto imenso de ouvir a Lenita, acho-a uma fadista com garra e considero este Prémio justíssimo!!! Valeu muita coisa que se disse de uma cançonetista cantar fado. Praabéns pelo texto ao Vítor Duarte Marceneiro.
De Anónimo a 6 de Setembro de 2007 às 23:08
Amigo Vitor Marceneiro
Permita-me que o trate assim. Porque quem é da Madragoa trata assim as pessoas por quem tem consideração.
Adoro ouvir a Lenita cantar com o Natalino de Jesus, tambem ele do bairro

Um abraço amigo

ANtónio Cotrim
De aideuseue@yahoo.com a 15 de Setembro de 2007 às 17:52
Creio que este Senhor Cotrim canta o fado e terá ido a uma Grande Noite, ainda no Coliseu, e que ficou entre os primeiros!
De Ai Flores de Verde Pino a 15 de Setembro de 2007 às 17:51
A Lenita ganhou oa no passado um dos Prémios Amália e quanto a nós merecedíssimamente pelo disco e pelo reconhecimento que assim o Fado lhe exprimiu! É ujma excelente voz e intérprete! Distingam-se as coisas mas nas duas Lenita leva a nota máxima!
De mario santos a 17 de Dezembro de 2016 às 16:43
a lenita é uma daquelas vozes por vezes esquecida do nosso panorama musical mas quando aparece leva tudo à frente. obrigado meuc aro vitor por se ter "lembrado" dela e aqui ter colocado este excelente artigo homenageando esta senhora do fado e da canção portuguesa.

Comentar post

Clique aqui para se inscrever na
Associação Cultural de Fado

"O Patriarca do Fado"
Clique na Foto para ver o meu perfil!

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Aguarelas gentilmente cedidas por MESTRE REAL BORDALO. Proibida a sua reprodução

tags

10 anos de saudade

2008

50 anos de televisão

ada de castro

adega machado

adelina ramos

alberto ribeiro

alcindo de carvalho

alcino frazão

aldina duarte

alfredo correeiro

alfredo duarte jr

alfredo duarte jr.

alfredo duarte júnior

alfredo marcemeiro

alfredo marceneiro

alice maria

amália

amália no luso

amália rodrigues

américo pereira

amigos

ana rosmaninho

angra do heroísmo

anita guerreiro

antónio dos santos

antónio melo correia

antónio parreira

argentina santos

armanda ferreira

armandinho

armando boaventura

armando machado

arménio de melo - guitarrista

artur ribeiro

árvore de natal

ary dos santos

aurélio da paz dos reis

avelino de sousa

beatriz costa

beatriz da conceição

berta cardoso

carlos conde

carlos escobar

carlos zel

dia da mãe

dia do trabalhador

euclides cavaco

fadista

fado

fado bailado

fados da minha vida

fados de lisboa

feira da ladra

fernando farinha

fernando maurício

florência

gabino ferreira

guitarra portuguesa

guitarrista

helena sarmento

hermínia silva

herminia silva

joão braga

josé afonso

júlia florista

linhares barbosa

lisboa

lisboa no guiness

lucília do carmo

magusto

manuel fernandes

marchas populares

maria da fé

maria josé praça

maria teresa de noronha

max

mercado da ribeira

miguel ramos

noites de s. bento

oficios de rua

óleos real bordalo

paquito

patriarca do fado

porta de s. vicente ou da mouraria

pregões de lisboa

raul nery

real bordalo

santo antónio de lisboa

santos populares

são martinho

teresa silva carvalho

tereza tarouca

tristão da silva

vasco rafael

vítor duarte marceneiro

vitor duarte marceneiro

vítor marceneiro

vitor marceneiro

zeca afonso

todas as tags