Sexta-feira, 20 de Junho de 2014

ALICE AMARO

 

 

 

Nasceu em Lisboa no bairro de Alfama em 1936.

Desde muito jovem que gostava de cantar.

Nunca se intitulou a si própria fadista, pois foi  sobretudo conhecida pelas suas interpretações de marchas populares.

Com uma inconfundível cabeleira loura, tinha uma voz muito bonita e era uma pessoa de fácil trato,  cantora muito comunicativa, Alice Amaro veio a conquistar um público fiel ao longo dos anos sessenta, cativado pelo modo alegre e desinibido como actuava.

Foi no Centro de Preparação de Artistas de Rádio, dirigido por Motta Pereira, que desenvolveu os seus dotes de artista.
Gravou vários discos, em que para além das marchas populares, se destacam os temas
Triste Sino, Bom Dia Lisboa, Simpatia, Vaidosa, Alfacinha de Gema, Lisboa dos Milagres, Tic Tac do Amor, A Rua do Zé Ninguém
.

 

 Alice Amaro canta:

QUANDO O ALTO PINA PASSA

 Letra de: Silva Nunes

Música: Jorge Ávila

 

 

 

  

Lisboa vem à janela

 

 

Olha a marcha, vem com ela

Lisboa vem ver num trono

Um Santinho que é o meu patrono

 

O bairro aonde eu moro

Tem lá tudo que eu adoro

Lisboa cantando de novo

Traz o Alto Pina na boca do povo

 

Refrão

 

O Alto Pina faz um vistão

De cravo ao peito e arraiais no coração

O Alto Pina por brincadeira

Diz que ao passar põe a cantar Lisboa inteira

 

Lisboa quem foi que disse

Que ir na marcha é tolice

A marcha tem luz aos molhos

E fogueiras nos teus lindos olhos

 

Cantiga que o povo canta

Põe a alma na garganta

Lisboa gaiata ladina

Não há melhor marcha

Que a do Alto Pina

 

Refrão

 

Contacto com o autor: clicando aqui
Viva Lisboa: Bairrista
música: Quando o Alto Pina Passa - Canta Alice Amaro
publicado por Vítor Marceneiro às 22:00
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Flores de Verde Pino a 21 de Outubro de 2007 às 15:20
Justa homenagem a uma das maiores figuras das marchas de Lisboa e da televisão, os famosos "Melodias de Sempre".
De mariajoseavila a 22 de Fevereiro de 2011 às 21:36
Jorge Avila que dedicou a sua vida aos bairros populares, tendo sido o autor juntamente com Silva Nunes de um grande numero de marchas que deram grande alegria e fama , aos bairros.
Nunca foi recordado, mas aqui filha uma homenagem de sua filha

Maria Jose Avila
De Vítor Marceneiro a 22 de Fevereiro de 2011 às 22:47
Cara amiga
Isto não cai do céu, eu faço muita investigação para escrever sobre as personagens aqui retartadas, e na maior parte das vezes os próprios familiares, nada fazem. Ninguém mais do que eu percebe a sua revolta, se eu não escrevesse sobre o meu avô, não sei se alguém o faria, mas esta sua mensagem é que nasa contribui para se falar do seu pai, mas óbviamente se quizer, entra em contacto comigo, escreve o historial de seu pai, arranja-me uma foto e eu publico, foi um homem que amou Lisboa.Começando por aqui há um bom milhar de pessoas que vão ler sobre o seu pai e a sua obra.
O meu telefone é 965240817 e o meu email: marceneiro@sapo.pt
Fico à espera
Vítor Marceneiro
De MARGARIDA BAPTISTA a 14 de Maio de 2010 às 10:36
bom dia

Gostaria de saber se por acaso tem a letra da musica "Canto Portugal", que foi cantada pela Sr.ª D.ª Alice Amaro

Eu sou responsável pela Marcha de Santa Engrácia, e gostaríamos de levar essa musica no desfile da marcha, mas não conseguimos arranjar a letra da mesma, nem a Soc.Portuguesa de Autores a tem.

Se me pudesse ajudar agradecia e muito...

Margarida Baptista
De Vítor Marceneiro a 14 de Maio de 2010 às 12:12
Cara Amiga
Não tenho o que pretende, mas posso apontar algumas pistas para se conseguir. O meu endereço é fado.em.movimento@sapo.pt.
Cumprimentos
Vítor Marceneiro

Comentar post

Clique aqui para se inscrever na
Associação Cultural de Fado

"O Patriarca do Fado"
Clique na Foto para ver o meu perfil!

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Aguarelas gentilmente cedidas por MESTRE REAL BORDALO. Proibida a sua reprodução

tags

10 anos de saudade

2008

50 anos de televisão

ada de castro

adega machado

adelina ramos

alberto ribeiro

alcindo de carvalho

alcino frazão

aldina duarte

alfredo correeiro

alfredo duarte jr

alfredo duarte jr.

alfredo duarte júnior

alfredo marcemeiro

alfredo marceneiro

alice maria

amália

amália no luso

amália rodrigues

américo pereira

amigos

ana rosmaninho

angra do heroísmo

anita guerreiro

antónio dos santos

antónio melo correia

antónio parreira

argentina santos

armanda ferreira

armandinho

armando boaventura

armando machado

arménio de melo - guitarrista

artur ribeiro

árvore de natal

ary dos santos

aurélio da paz dos reis

avelino de sousa

beatriz costa

beatriz da conceição

berta cardoso

carlos conde

carlos escobar

carlos zel

dia da mãe

dia do trabalhador

euclides cavaco

fadista

fado

fado bailado

fados da minha vida

fados de lisboa

feira da ladra

fernando farinha

fernando maurício

florência

gabino ferreira

guitarra portuguesa

guitarrista

helena sarmento

hermínia silva

herminia silva

joão braga

josé afonso

júlia florista

linhares barbosa

lisboa

lisboa no guiness

lucília do carmo

magusto

manuel fernandes

marchas populares

maria da fé

maria josé praça

maria teresa de noronha

max

mercado da ribeira

miguel ramos

noites de s. bento

oficios de rua

óleos real bordalo

paquito

patriarca do fado

porta de s. vicente ou da mouraria

pregões de lisboa

raul nery

real bordalo

santo antónio de lisboa

santos populares

são martinho

teresa silva carvalho

tereza tarouca

tristão da silva

vasco rafael

vítor duarte marceneiro

vitor duarte marceneiro

vítor marceneiro

vitor marceneiro

zeca afonso

todas as tags