Quarta-feira, 7 de Novembro de 2007

ADÉLIA PEDROSA – O Fado do outro lado do Atlântico

Adélia Pedrosa, aplaudida e premiada no Brasil inteiro como uma das mais expressivas e versáteis intérpretes da música portuguesa, nasceu na praia de Pedrógão, no distrito de Leiria, Portugal.

Filha, neta e bisneta de pescadores, Adélia canta a nostalgia do mar. Por isso já foi chamada de Maria do Mar e teve dois fados escritos especialmente para ela - "Sou Filha de Pescador", de Armando Silva e "Garota da Beira-Mar", de Joaquim Pimentel.

Aos doze anos, acompanhada de seus avós adoptivos, pois era órfã de pai, foi par o Brasil, tendo a família fixado residência numa colónia de pescadores existente no Rio de Janeiro.

Ainda menina, Adélia cantava para matar as saudades que tinha de sua mãe e de sua pátria. Os pescadores humildes, nas suas fainas da rede, eram então, sua plateia.

Com apenas 17 anos, Adélia conheceu Joaquim Pimentel, a quem considerou um pai e um dos maiores divulgadores da música lusitana no Brasil e, na época, a expressão máxima do compositor e intérprete da canção portuguesa. O inspiradíssimo poeta de “Só Nós Dois” e “Deixa-me Só”, entre tantos outros sucessos, gostou de ouvi-la cantar e convidou-a a participar do Programa dos Astros, que dirigia e apresentava ao vivo, na Rádio Vera Cruz, no Rio de Janeiro.

Profissionalmente, fez sua estreia no “Fado”, restaurante de propriedade do grande Tony de Matos, também no Rio de Janeiro.

Incentivada pelo seu descobridor, Joaquim Pimentel, Adélia passou a fazer parte de programas de televisão. Gravou seu primeiro disco, onde fazia uma desgarrada com o fadista Sebastião Robalinho e cantava um fado que se identificava totalmente com sua vida e escrito especialmente para ela – “Sou filha de um Pescador”, também participou da gravação de um álbum de músicas portuguesas produzido pelo Centro de Turismo de Portugal, dirigido na época pelo do Dr.Felner da Costa, forte disseminador da cultura portuguesa no Brasil.

Adélia passou a receber convites para espectáculos em todo o Brasil.

Como não passou despercebida foi convidada em 1964 do Clube Português de Buenos Aires, fez sua primeira viagem à Argentina, numa digressão de grande sucesso por várias cidades, onde voltaria mais umas quantas vezes tal foi o êxito que alcançou

Em 1967, a convite do Governo Português, através do Dr.Felner da Costa, Adélia retornou à pátria-mãe, acompanhada de Joaquim Pimentel, Maria Teresa Quintas e Maria José Vilar.

Nesta estadia em Portugal, gravou três discos,  acompanhada dos melhores músicos da época, incluindo uma gravação para a Casa Valentim de Carvalho, acompanhada pela orquestra de Ferrer Trindade, regressando novamente ao Brasil onde tem a sua estrutura familiar assente.

Anos mais tarde, volta a Portugal para uma temporada no Restaurante  Sr.Vinho, propriedade da fadista Maria da Fé e José Luís Gordo, no Restaurante Malhoa, da fadista Maria Armanda. Actuou ainda em todos os Casinos do norte de Portugal, incluindo uma temporada de grande sucesso no Casino Estoril.

Gravou acompanhada pela Orquestra do Maestro Segundo Galarza, com temas de Manuel Paião e Eduardo Damas.

No Brasil, gravou um disco especial chamado “Só Nós Dois”, somente com composições de Joaquim Pimentel.

Foi proprietária dos famosos restaurantes típicos portugueses, Adega Lisboa Antiga e Abril em Portugal, ambos na cidade de São Paulo.

Com o Fado na alma, vem colhendo ao longo dos anos os maiores louvores e recebeu os mais diferentes adjectivos onde quer que se apresentasse: “moça do olhar mais puro do fado”, “Princesinha do Fado”, “Trigueirinha”, “Olhos que riem, boca que canta e chora”, “Pequena notável”, “Brejeira do fado”,“Verdadeira legenda da música portuguesa”, entre outros, que demonstram o seu  imenso carisma de fadista.

Hoje, nossa “Garota da Beira-Mar”, que o tempo transformou em senhora, ainda vive no Brasil e continua cantando e encantando o público com sua voz marcante e interpretação única.

Porém...longe do mar.

Nota: Foto nº 2 com Joaquim Pimentel

         Foto nº 3 com Alfredo Marceneiro na Viela

Cláudia Tulimoschi (filha)

http://adeliapedrosa.blogspot.com

 

 

                           
Adélia Pedrosa canta Fado Voltaste de
Joaquim Pimentel
Contacto com o autor: clicando aqui
música: Video Clipe - Voltaste de Joaquim Pimentel
publicado por Vítor Marceneiro às 21:01
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De emprego lisboa a 10 de Março de 2011 às 12:00
Adoro fado...

Comentar post

Clique aqui para se inscrever na
Associação Cultural de Fado

"O Patriarca do Fado"
Clique na Foto para ver o meu perfil!

arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Aguarelas gentilmente cedidas por MESTRE REAL BORDALO. Proibida a sua reprodução

tags

10 anos de saudade

2008

50 anos de televisão

ada de castro

adega machado

adelina ramos

alberto ribeiro

alcindo de carvalho

alcino frazão

aldina duarte

alfredo correeiro

alfredo duarte jr

alfredo duarte jr.

alfredo duarte júnior

alfredo marcemeiro

alfredo marceneiro

alice maria

amália

amália no luso

amália rodrigues

américo pereira

amigos

ana rosmaninho

angra do heroísmo

anita guerreiro

antónio dos santos

antónio melo correia

antónio parreira

argentina santos

armanda ferreira

armandinho

armando boaventura

armando machado

arménio de melo - guitarrista

artur ribeiro

árvore de natal

ary dos santos

aurélio da paz dos reis

avelino de sousa

beatriz costa

beatriz da conceição

berta cardoso

carlos conde

carlos escobar

carlos zel

dia da mãe

dia do trabalhador

euclides cavaco

fadista

fado

fado bailado

fados da minha vida

fados de lisboa

feira da ladra

fernando farinha

fernando maurício

florência

gabino ferreira

guitarra portuguesa

guitarrista

helena sarmento

hermínia silva

herminia silva

joão braga

josé afonso

júlia florista

linhares barbosa

lisboa

lisboa no guiness

lucília do carmo

magusto

manuel fernandes

marchas populares

maria da fé

maria josé praça

maria teresa de noronha

max

mercado da ribeira

miguel ramos

noites de s. bento

oficios de rua

óleos real bordalo

paquito

patriarca do fado

porta de s. vicente ou da mouraria

pregões de lisboa

raul nery

real bordalo

santo antónio de lisboa

santos populares

são martinho

teresa silva carvalho

tereza tarouca

tristão da silva

vasco rafael

vítor duarte marceneiro

vitor duarte marceneiro

vítor marceneiro

vitor marceneiro

zeca afonso

todas as tags