Quinta-feira, 29 de Novembro de 2007

100.000 VISITANTES EM 10 MESES

+ de 100.000

Este Blog do qual sou responsável atingiu hoje mais de 100.000 visitantes.

Deu muito trabalho, mas que não me arrependo, foi feito com muito amor.

Aprendi muito sobre Fado, e

aprendi mais sobre o ser humano,

aprendi a conhecer melhor a inveja.

aprendi a ver quem é o amigo,

aprendi a ver como se comportam os incompetentes

e finalmente

aprendi como se movem os interesses dos lobbies e a força que têm,

mas também descobri que "só eu é que sonho" em colocar "Lisboa no Guiness " como a Cidade mais cantada do mundo!

aprendi que estava enganado por acreditar que era  "O Sonho que Comanda a Vida", não, não é

actualmente quem comanda a vida  "é quem tem protagonismo" e se por alguma razão ameaçar-mos esses estatutos, somos arrasados e ignorados.

Em 100.000 visitantes, com mais de trezentas páginas editadas, tive meia dúzia de comentários, mas da comunidade fadista nenhum comentário, nem sequer daqueles, que, ainda  vivos, e que deles falei, e que por tal razão passaram a estar nos "motores de busca"  e passaram a ser referenciados, é  claro que não têm nada a agradecer-me, mas que é estranho é! 

Mas como o Fado é muito mais do que isto, vou continuar para alegria de alguns,  e decerto para "dor de c.." de outros

A todos os que visitaram o blog, aos que comentaram, aos que colaboraram, e principalmente nos momentos de angústia aqueles que contribuíram para que eu não tenha desistido, ao amigo, Fernando Batista, ao Nuno Lopes, ao Armindo Rosa, ao Acácio Monteiro, e outros, assim como à equipa do "SAPO BLOGS", que muito me tem ajudado.

Se este resultado algum valor tem, quero repartir também com a minha família, em especial os meus filhotes Alfredo e Beatriz, a quem tenho retirado muitas horas de convivio.

A TODOS O MEU MUITO OBRIGADO

 

 


 

 

Caricatura de: Mário Jorje Neves

 


 

© O SAPO FADISTA
 
MAS QUE SAPO ENGRAÇADO
BONÉ NA CABEÇA E PINTA D'ARTISTA
TEM PINTA DE PINTA, TEM PINTA DE FADO
CLICA A GUITARRA, É SAPO FADISTA
 
CLICA A VIOLA, CLICA A GUITARRA
TEM CARA MALANDRA, SORRISO DE MOÇO
O SAPO FADISTA, FADISTA DE GARRA
BONÉ NA CABEÇA E LENÇO AO PESCOÇO
 
O SAPO FADISTA TEM AR ESPERTALHÃO
CLICA NA NET , MAS NÃO CLICA À TOA
NO PORTAL DO GUINESS ELE ABRE O PORTÃO
BLOGUE INTEIRINHO DA SUA LISBOA
 
 Autor versos :
Carlos  Escobar

 


 

Figura do Sapo:  propriedade do "PORTAL DO SAPO"

Montagem de Vítor Marceneiro com desenho de Alfredo Duarte Jr .

Proibida a reprodução do Sapo inserido nesta montagem, a imagem está protegida por copyright, e foi excepcionalmente autorizada a sua utilização para a publicação neste blog.

 

Contacto com o autor: clicando aqui
Viva Lisboa: FELIZ e ORGULHOSO
publicado por Vítor Marceneiro às 10:48
link do post | comentar | favorito
21 comentários:
De JoanaTorrado a 29 de Novembro de 2007 às 12:52
Amigo Vitor.

Muitos Parabéns pelo excelente trabalho desenvolvido neste Blog.
Tem sido com muito orgulho que temos acompanhado o Blog e queremos ver Lisboa no Guiness :)
De Álvaro Nunes Ribeiro a 29 de Novembro de 2007 às 14:04
Meu caro Vítor
Percebo para além da alegria alguma mágoa, com a qual sou solidário, sei que tem defendido bastante o Fado e os fadistas , nunca publicou nada em desabono de ninguém, até de pessoas que creio não lhe são muito "afectas", mas permita que lhe diga que e maior parte da "comunidade fadista" de que tanto fala, na sua maioria (independente do cantar bem ou não) são mal formados, invejosos e intriguistas, mal "dizentes", quer das pessoas , quer do português que expressam, seja a cantar ou a falar.
Parabéns pelo trabalho, mas a sua linhagem obriga-o a este estudo e divulgação, Lisboa tem que o acarinhar, o Fado já é seu devedor, os verdadeiros amantes do Fado, pode crer que o respeitam, os outros (a que se refere ), ninguém os conhece, o Vítor para além de ser neto e filho de quem é, tem por mérito próprio um lugar na "História do Fado", e por isso bem haja.
Não desista.
Um abraço do amigo e admirador dos Marceneiros, ainda o Vítor não era vivo.
Álvaro Nunes Ribeiro
De Maria de Jesus a 29 de Novembro de 2007 às 14:09
Vitó
100.000, é um prémio merecido.
Parabéns, continua honrando a tua linhagem, pois o Fado está acima de todos os empecilhos.
Um beijo de amizde e carinhos da amiga
Maria de Jesus
De Alfredo Duarte a 29 de Novembro de 2007 às 15:06
Pai vimos á biblioteca e pedi ajuda para te escrever para te dar os parabens eu gosto muito quando tu me pedes para ajudar a procurar figuras na internet.
beijinhos Alfredo
De Vítor Marceneiro a 29 de Novembro de 2007 às 15:19
Querido filhote Alfredo
Obrigado por te lembrares de escrever ao pai, e obrigado pela tua grande ajuda.
Filho com a pressa escreveste (vimos) e deverias escrever (viemos), mas não te preocupes às vezes o pai também escreve alguns erros, o que conta é depois emendar-mos e não voltar a repetir.
Até logo meu querido, um grande xi-coração e muitos beijos do Pai
De Lurdes B. a 29 de Novembro de 2007 às 22:24
Parabéns Vítor,

E não permita que nada nem ninguém o impeça de continuar este extraordinário trabalho.

Seja feliz
Lurdes Barbosa
De Santos Silva - Porto a 29 de Novembro de 2007 às 23:42
Caro Bloguista
Tenho seguido o seu trabalho, que muitas vezes me ajuda no meu, é uma ajuda sem plagiar, por isso não tenho pedido a sua autorização, no entanto aprecio e divulgo o seu blog, que é muito.. .direi mais o melhor blog de Fado... de FADO com FADO e para o FADO.
Admiro a sua coragem pois é dos poucos blogs que conheço... e conheço quase todos de Fado, que tem os comentários em aberto, sem censura prévia... é também dos poucos que tem o registo de visitantes... obrigado por esta lição de transparência, é de uma cultura democrática deveras louvável, aliás já tive oportunidade de ler a sua capacidade de resposta aos bota-abaixo ".
Meu amigo digam-lhe o que lhe disserem pode crer que 100.000 visitantes em cerca de 10 meses é de muito mérito.
O que mais admiro em si, não o conhecendo pessoalmente, é o seu orgulho nas suas origens.
Permita que mande um abraço de felicidades.
Santos Silva
De Paula Sousa a 21 de Agosto de 2008 às 15:12
Boa tarde. Estou a tentar arranjar CD de José Pracana mas não consigo, não existe nada no mercado. Será que me podem facultar o contacto dele? Se possível agradeço resposta para o e-mail pteixeirasousa@gmail.com . Obrigada,

Paula Sousa
De negocioseriscos a 30 de Novembro de 2007 às 03:12
É sempre agradável contemplar a árdua tarefa junto do seu criador, e se contribuímos com uma ínfima parte, mais nos satisfaz, pois é um pouco de nós a juntar ao todo do criativo.
No universo, o projecto deverá ser a criação, a evolução com harmonia, mas às vezes com alterações violentas e caóticas, para o que tudo e todos contribuímos desde o mais ínfimo ao infinito sem nos preocupar o resultado final pois só o grande mestre sabe quando e como acaba.
O penoso trabalho do Vítor Duarte está à vista e já foi observado por mais de cem mil, motivo de orgulho, como é óbvio, pois esse será o estímulo para que se complete até ao final.
Na tragicomédia da vida de cada um de nós temos que a assumir a realização, a encenação, o ensaio, a actuação, a bilheteira, e na falta de espectadores, resta-nos a solidão de sermos o único a apreciar o resultado.
Na realidade existem milhões de projectos no universo que contribuem para o todo, e que por uma questão de tempo e dimensão só são apreciados por uma minoria. Mas, a obra fica e isso é mais importante do que a mediocridade de nada fazer.
Vítor, perdoa-me mas sinto um pouco de inveja neste teu trabalho, pois já tens cem mil em tão pouco tempo, e eu até à data de hoje, sinto-me espectador solitário de tudo o que fiz na vida.
Só posso gritar ”BRAVO”, aplaudir de pé, e enviar-te aquele abraço
Acácio Monteiro
De Adamor Neves a 22 de Dezembro de 2007 às 21:29
Olá, Acácio Monteiro,

Descobri o teu blog através de minha amiga Luísa, que mora no Canadá, a quem tive o privilégio de conhecer no ano passado e é fadista de mão cheia. Parabéns pelos 100. 000 visitantes do teu blog e parabéns por levares e elevares o nome de Lisboa tão longe. Espero que continues tua missão e sejas capaz de propagar Lisboa a todos os cantos do mundo e tudo o que ela representa de bom, de terno e saudoso a todos nós.

O meu abraço e a minha admiração daqui de Fortaelza, Ceará, Brasil.
De Zilton Fonseca a 27 de Outubro de 2008 às 02:22
Caro amigo editor,

Gostaria de sabedr a quem está atribuída a autoria do texto intitulado "Amigos", o qual se encerra com uma frase supostamente de Garyh Henrichs: "One does not make friends. One recongnize them" ?
De Vítor Marceneiro a 27 de Outubro de 2008 às 12:04
Caro Leitor
Como não entendi bem a sua sua pergunta, ou seja refer-se ao poema todo ou só à frase? Agradeço seja mais explicito. Da frase não conheço o autor, mas posso afirmar-lhe que tenho 63 anos e desde muito jovem que a tenho na minha mente, e a vida ensinou-me a confirmar no dia a dia a s a veracidade. Se quer ensinar-nos algo que desconhecemos , este espaço é seu e desde já agradeço as suas exlicações, pois se há um autor que eu desconheço, de imediato ser-lhe-ão dados os devidos méritos. Já agora diga-me se acha que sempre que alguém usa a frase "eu tive um sonho" tem de mencionar sempre Martin Luther Kink Jr.
Cumprimentos
Vitor Marceneiro
De Fernando Araújo a 30 de Novembro de 2007 às 09:51
Parabéns pelas 100.000 visitas, e até por essa ideia de colocar Lisboa no Guiness através das cantigas. Mas permita-me o excelente grupo Madredeus que dedicou uma carreira a Lisboa, que tem um álbum só sobre Lisboa e que depois de Amália foi o maior caso sério da música portuguesa no estrangeiro, não lhe mereceu atenção. Como lisboeta e apreciador da boa música - fado e não fado - fico triste. Era de se esperar outra visão do Sr. Marceneiro, mais aberta ao mundo da m´suica dada a sua formação.
De Vítor Marceneiro a 1 de Dezembro de 2007 às 00:02
Caro Senhor Fernando Araújo
Agradeço a sua mensagem, pois demonstra que veio visitar o blog, mas tenho pena que uma sugestão que teria uma explicação rápida e plausível, acabasse por ser uma critica injusta. Obviamente que os poemas sobre Lisboa cantados pelos Madredeus, estão na “Base de Dados de Lisboa no Guiness”, assim como outros tipos de poesia e prosa, mas obviamente que no blog não posso publicar tudo, eu até aceito sugestões, mas acima de tudo a decisão final é minha.
Sobre a minha “visão” não comento. Se tivesse visto páginas do blog... o que é que acharia da Homenagem ao Pavarotti?, e à Beatriz Costa?. Que pena não ter visto, provavelmente o seu comentário seria positivo!
Embora seja mais ligado ao Fado (estou infectado com o vírus Estirpe 1 do Fado, vírus que não tem vacina, e foi transmitido à minha prole... é crónico).
Quero dizer-lhe que não sou surdo, nem totalmente inculto em relação a outras formas de "cantos".
Verificará que dei projecção, a figuras que não eram conhecidos ou lembrados. Acha que os MADREDEUS, não tem cobertura que baste? Mesmo a Teresa Salgueiro a solo, e O Gonzo, a Sara Tavares, a Dulce Pontes, os Trovante, etc.?, mas o que o Sr. não sabe é que "alguns", um dia direi quais, recusaram que falasse deles e muito menos divulgar a sua música (tinham medo que estes (números de visitantes do meu blog) fossem à custa deles, mas não são.
Espero receber mais sugestões suas, não espere pelos 200.000
Cumprimentos
Vítor Duarte Marceneiro
De Josué Fernandes a 30 de Novembro de 2007 às 10:26
Todas estas iniciativas tem muito interesse e é meritório o trabalho de pesquisa feita pelo Sr. Vítor Duarte Marceneiro, meto de uma figura maior da cultura popular portuguesa. Todavia, não vejo aqui definido o objecto do seu estudo ou até resultados preliminares das suas investigações. Fui alertado para este blog por amigos meus que o consultam e retiram até algumas informações. Mas sinceramente esperava mais, designadamente no cabal entendimento do objecto de estudo, da clareza das fontes, de um cronologia. Mas bem haja por ir fazendo este trabalho que dá muito jeito a alguns.
De Vítor Marceneiro a 1 de Dezembro de 2007 às 00:13
Obrigado pelos seu comentário e reparos, estamos sempre a aprender, vamo-nos aperfeiçoando, mas o essencial é a Base de Dados das Canções e poemas de Lisboa, que são um espólio que nenhuma cidede do mundo igualará... Vamos lá ver quando haverá vontade política de meter "LISBOA NO GUINESS".... se calhar tenho que meter uma cunha ao Sr. Saura!
Cumprimentos
Vítor Duarte
De domingos.mesias@gmail.com a 30 de Novembro de 2007 às 10:44
Amigo Vítor,
Muitos parabéns pelo extraordinário trabalho que aqui vem realizando. Sabemos agora que cem mil pessoas deste mundo de alguma forma tomaram contacto com a sua mensagem acerca de FADO, de LISBOA, de VIDA e de POESIA. Dessas todas pessoas é ao Alfredo e à Beatriz, como o é à Ana Sofia e a todos os ainda bastante jovens que esta sua mensagem mais interessa e instrui acerca da forma de se estar «FELIZ e ORGULHOSO» nesta vida.
Um abraço e bem haja,
Domingos Mesias.

Comentar post

Clique aqui para se inscrever na
Associação Cultural de Fado

"O Patriarca do Fado"
Clique na Foto para ver o meu perfil!

arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Aguarelas gentilmente cedidas por MESTRE REAL BORDALO. Proibida a sua reprodução

tags

10 anos de saudade

2008

50 anos de televisão

ada de castro

adega machado

adelina ramos

alberto ribeiro

alcindo de carvalho

alcino frazão

aldina duarte

alfredo correeiro

alfredo duarte jr

alfredo duarte jr.

alfredo duarte júnior

alfredo marcemeiro

alfredo marceneiro

alice maria

amália

amália no luso

amália rodrigues

américo pereira

amigos

ana rosmaninho

angra do heroísmo

anita guerreiro

antónio dos santos

antónio melo correia

antónio parreira

argentina santos

armanda ferreira

armandinho

armando boaventura

armando machado

arménio de melo - guitarrista

artur ribeiro

árvore de natal

ary dos santos

aurélio da paz dos reis

avelino de sousa

beatriz costa

beatriz da conceição

berta cardoso

carlos conde

carlos escobar

carlos zel

dia da mãe

dia do trabalhador

euclides cavaco

fadista

fado

fado bailado

fados da minha vida

fados de lisboa

feira da ladra

fernando farinha

fernando maurício

florência

gabino ferreira

guitarra portuguesa

guitarrista

helena sarmento

hermínia silva

herminia silva

joão braga

josé afonso

júlia florista

linhares barbosa

lisboa

lisboa no guiness

lucília do carmo

magusto

manuel fernandes

marchas populares

maria da fé

maria josé praça

maria teresa de noronha

max

mercado da ribeira

miguel ramos

noites de s. bento

oficios de rua

óleos real bordalo

paquito

patriarca do fado

porta de s. vicente ou da mouraria

pregões de lisboa

raul nery

real bordalo

santo antónio de lisboa

santos populares

são martinho

teresa silva carvalho

tereza tarouca

tristão da silva

vasco rafael

vítor duarte marceneiro

vitor duarte marceneiro

vítor marceneiro

vitor marceneiro

zeca afonso

todas as tags