Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2007

ALFREDO CORREEIRO

ALFREDO DOS SANTOS  conhecido por (ALFREDO CORREEIRO).

Era natural de Lisboa, exerceu no Arsenal do Exército a profissão de correeiro, foi por tal facto  que lhe adveio a alcunha com que se tomou conhecido no meio do fado.

Com 16 anos de idade  já cantava  nos retiros (Ferro de Engomar, Pedralvas, Charquinho, José dos Pacatos, Montanha, Caliça, António da Rosa e Quebra Bilhas) e em cervejarias e cafés: Rosa Branca, Boémia, Estrela d'Alva, Jansen, Avenida Bar e Café dos Anjos. Exibiu-se também no Salão Artístico de Fados e em vários teatros: Apolo, Avenida, Coliseu dos Recreios, Coliseu da Rua da Palma, Eden- Teatro, Fantástico, Ginásio, Joaquim de Almeida, Maria Vitória, Politeama, Trindade, Variedades e Teatro da Rua dos Condes, mas Alfredo Correeiro  só se  profissionalizou em 1928.

Cantava, habitualmente, apenas acompanhado à viola, por Georgino de Sousa.

Era assíduo frequentador das esperas de touros em que o fado marcava presença obrigatória,  participou em festas nos salões dos condes de Sousa Rosa, de Burnay, de Fontalva, da Torre, da Anadia e do marquês de Castelo Melhor, bem como na casa do lavrador de Vila Franca de Xira, José Pereira Palha Blanco.

Elemento activo do Grupo dos Propagadores do Fado, são da sua autoria diversas composições, tais como o “Fado Três Tons”, “Fado Marcha Alfredo Correeiro” (gravado por Maria Alice) e “Marcha Boémia”, tendo obtido grande êxito na interpretação do fado Louca Paixão.

Contacto com o autor: clicando aqui
publicado por Vítor Marceneiro às 19:47
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De Jofre Alves a 9 de Dezembro de 2007 às 04:57
Já passei informalmente por aqui algumas vezes. Mas hoje decidi comentar. O blogue é diferente de muitos outros, diferente e para melhor, pois visita-se com agrado e interesse. Boa semana.
De Vítor Marceneiro a 9 de Dezembro de 2007 às 17:10
Obrigado pelo contacto, espero que continue a gostar do que vou fazendo.
Boa Semana
Um abraço Lisboeta e Fadista
Vítor Marceneiro
De Artur Antunes a 10 de Dezembro de 2007 às 07:48
Quem não aprecia esta "Enciclopédia" de FADO , de História de Portugal e de Cultura geral, aqui apresentada?
Quem visita este blog, tem sempre algo a aprender.
Continua MESTRE VICTOR
De Vítor Marceneiro a 10 de Dezembro de 2007 às 18:55
Meu querido amigo
Dr. Artur Antunes

É para mim um prazer e uma segurança saber que o meu querido amigo está sempre aí com atenção, ajuda e rectifica sempre que é preciso, mas acima de tudo é a amizade que conta, mas não mereço nem tenho a veleidade de me considerar "Mestre", amo o Fado, digo FADO, amo Lisboa e acima de tudo, orgulho-me do que as minhas origens já deram ao Fado, eu não passo de um mero espectador atento q.b.
Grande abraço
Vítor
De fadistagem a 18 de Dezembro de 2007 às 17:33
A atenção de Vitor Duarte
Vou ao seu blogue como vou a todos os que conheço. É por demais evidente que há comentários que são encomendados, ou feitos mesmo por si atribuindo-lhe um nome qualquer. Isto é fácil de fazer. Como ninguém deixa comentários você decide inventá-los e de uma maneira tal que se vê facilmente que são encomendados. Não acha estranho que com todo o espalhafato que fez com as 100.000 visitas tal facto tenha passado quase ignorado ? Então o comentário de Artur Antunes, é de bradar aos céus!!! Enciclopédia de Fado. história de Portugal e Cultura Geral ? Ó Vitor ponha de uma vez por todas os pés nochão e pense que as irreverencias da juventude já passaram... Cultura Geral ? Há pouca coisa escrita no seu blogue, que seja bem construida e o que é bem construido vê-se que é copiado, porque quando assim não é, é uma desgraça...tudo mal construido e com erros ortográficos... Onde está a cultura geral com tantos erros ? E ainda por cima de um engenheiro ?!!!! Mestre Vitor ? Mestre de quê ? E Lisboa no Guiness ? Qual vai ser o fim deste projecto ? Podia ser um projecto giro mas consigo nada se concretiza como é costume!!! A juventude já lá vai e agora na maior idade é altura de reflectir e passar a ser mais humilde, não ter a mania da perseguição e deixar-se de complexos . Só lhe fazia bem. A transcrição para a página principal de um comentário de um Acacio Monteiro é de uma saloice a toda a prova.... É o que já lhe disse a juventude já passou e da juventude até à maior idade deve-se aprender alguma coisa, e você parece que não aprendeu nada.... Tome boa nota do comentário de Fernando Araujo ( a sua resposta é deplorável ) e do de Josué Fernandes. Aprenda com eles.. Comentários como os de Alvaro Nunes Ribeiro, Maria de Jesus, Lurdes B, vê-se que são encomendados. Olhe que há portais de fado sem censura e não como diz que só o seu não faz censura.
Saudações fadistais
Fadistagem
De Vítor Marceneiro a 19 de Dezembro de 2007 às 00:11
Pensei... pensei... e comecei a escrever para lhe responder ponto por ponto, mas

mais


Pensei... pensei... e comecei a escrever para lhe responder ponto por ponto, mas lembrei-me que já lhe respondi noutra página,
o que você tem é dor de c....
Portanto estar a dar importância seria o mesmo como dizia meu avô ... é estar a dar pérolas a porcos.
Aliás andava a estranhar você há muito tempo que não dizia umas "calinadas".
Fico-me por aqui.
Desejo-lhe um bom Natal

De Artur Antunes a 19 de Dezembro de 2007 às 21:20
Li um comentário dum pseudo intelectual que se acobardou com o nome de fadistagem .
Por ser amigo do Victor Duarte, não necessito de lhe fazer favores, ao escrever o que escrevi.
A AMIZADE não se compra, nem se vende.
Diz o povo e com razão:" Vozes de burro não chegam ao Céu", por isso o comentário desse que não dá a cara, é de um nível tão mesquinho, que deve ser ignorado

Comentar post

Clique aqui para se inscrever na
Associação Cultural de Fado

"O Patriarca do Fado"
Clique na Foto para ver o meu perfil!

arquivos

Agosto 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Aguarelas gentilmente cedidas por MESTRE REAL BORDALO. Proibida a sua reprodução

tags

10 anos de saudade

2008

50 anos de televisão

ada de castro

adega machado

adelina ramos

alberto ribeiro

alcindo de carvalho

alcino frazão

aldina duarte

alfredo correeiro

alfredo duarte jr

alfredo duarte jr.

alfredo duarte júnior

alfredo marcemeiro

alfredo marceneiro

alice maria

amália

amália no luso

amália rodrigues

américo pereira

amigos

ana rosmaninho

angra do heroísmo

anita guerreiro

antónio dos santos

antónio melo correia

antónio parreira

argentina santos

armanda ferreira

armandinho

armando boaventura

armando machado

arménio de melo - guitarrista

artur ribeiro

árvore de natal

ary dos santos

aurélio da paz dos reis

avelino de sousa

beatriz costa

beatriz da conceição

berta cardoso

carlos conde

carlos escobar

carlos zel

dia da mãe

dia do trabalhador

euclides cavaco

fadista

fado

fado bailado

fados da minha vida

fados de lisboa

feira da ladra

fernando farinha

fernando maurício

florência

gabino ferreira

guitarra portuguesa

guitarrista

helena sarmento

hermínia silva

herminia silva

joão braga

josé afonso

júlia florista

linhares barbosa

lisboa

lisboa no guiness

lucília do carmo

magusto

manuel fernandes

marchas populares

maria da fé

maria josé praça

maria teresa de noronha

max

mercado da ribeira

miguel ramos

noites de s. bento

oficios de rua

óleos real bordalo

paquito

patriarca do fado

porta de s. vicente ou da mouraria

pregões de lisboa

raul nery

real bordalo

santo antónio de lisboa

santos populares

são martinho

teresa silva carvalho

tereza tarouca

tristão da silva

vasco rafael

vítor duarte marceneiro

vitor duarte marceneiro

vítor marceneiro

vitor marceneiro

zeca afonso

todas as tags