Sábado, 5 de Março de 2016

EDUARDA MARIA

Eduarda Maria, foi casada com o filho mais velho dos donos da Adega Mesquita, consequentemente lá actuou vários anos até que enviuvou. Cantou noutros recintos de Fado, mas foi na Tipoia que mais tempo se manteve. Mais tarde  casou com um minhoto chamado Veloso, que era à altura dono dos Grandes Armazéns do Minho, de quem teve vários filhos, espero ainda vir a  encontrar  algum deles, e  que possua  espólio da mãe.

Compraram uma quinta na Rinchoa, onde passou a haver Fados, chamava-se Vira do Minho, local onde passei noites de Fado fabulosas, na  companhia  de meu  meu avô e muitos mais amigos, guardo na memória, acontecimentos bizarros,  que mais tarde falarei, pois foram histórias de Fado bem castiças com o meu amigo João Baptiata Lopes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto de Eduarda Maria com Alfredo Marceneiro na Adega Mesquita

 

Eduarda Maria canta:

Carta a Maria

Letra Manuel Casimiro
Música Carlos da Maia

 

 

 

 

  

 

 

Nota: Publicado primeiramnte em 5 de Setembro de 2008- Ver comentários de amigos e familiares

Contacto com o autor: clicando aqui
música: Carta a Maria
publicado por Vítor Marceneiro às 00:00
link do post | comentar | favorito
16 comentários:
De João Baptista-Lopes a 6 de Setembro de 2008 às 00:10
Cá estou eu outra vez !
Desta vez acertaste em cheio nas mais belas recordações de noites de fado de toda a minha vida, pois foi na Rinchoa que nos conhecemos e que tive a honra de conhecer e contactar pela primeira vez com o teu Avô. Foi nesse "viveiro" de fado que conheci também o Adriano Correia de Oliveira !
Agora tenho uma dúvida: "Adega" ou "Solar do Minho" ? (que cerca de um ano depois, abriu com o mesmo nome em Alfama).
Quando tiveres tempo, esclarece-me...
Um abraço.
De Vítor Marceneiro a 6 de Setembro de 2008 às 16:43
Caro João Baptista-Lopes

Tens razão, foi um lapso, era na realidade o "Solar do Minho".
Já está emendado.
Brevemente conto a história da "cena de porrada e Fado"
Um abraço
Vítor

De Anónimo a 13 de Julho de 2009 às 11:28
A casa de fados na Rinchoa chamava-se "Vira do Minho". O Solar do Minho foi outra casa de fados que a minha tia foi proprietária no Bairro de Alfama nos anos 69/70. Nunca actuou na Tipoia, a não ser quando, muito esporadicamente, ia lá jantar, até porque os meus tios conhecima bem os donos dessa casa de fados. Lembro-me de ver o Alfredo Marceneiro no solar do Minho, em Alfama. No Vira do Minho, na rinchoa, não me lembro, mas era bem pequeno, posso não me recordar. Os Armazéns do Minho ainda existem em Alvalade e pertecem aos filhos de Eduarda Maria
De João Baptista-Lopes a 10 de Agosto de 2009 às 19:29
Caro Anónimo,
Tem razão. Na Rinchoa era o "Vira do Minho" e em Alfama - entre 1968 e 70 - o "Solar do Minho".
Pode acreditar que o Ti Alfredo era frequentador da Rinchoa e do Solar em Alfama também.
Entretanto, eu nunca disse que a Eduarda Maria tinha cantado na Tipóia!? (Nem eu fui frequentador da Tipóia...
Também sei que os Armazéns do Minho do nosso saudoso Veloso, são em Alvalade. Desconhecia porém que ainda existiam.
(Onde a Eduarda cantava antes e depois do Vira do Minho, foi na Adega Mesquita. Penso que este facto é do conhecimento de toda a "gente do fado" dessa época.
Melhores cumprimentos.
De Augusta Rodrigues a 14 de Junho de 2016 às 00:49
Mudanças do Destino, cantado pela Eduarda Maria. Com letra do Fernando Farinha (Fado Menor: Como arranjar a letra??
Agradeço a ajuda.

Cumprimentos

De Vítor Marceneiro a 14 de Junho de 2016 às 11:07
Vai a este link, ouve o video e via escrevendo a letra: https://www.youtube.com/watch?v=1HrM3r3fisQ.
Bjos
De Augusta Rodrigues a 15 de Junho de 2016 às 10:35
Obrigada amigo Victor, foi o que eu fiz, só que infelizmente há dois sitios em que a música se sobrepoe à voz da Eduarda Maria e que eu, apesar do meu ouvido que até nem é muito mau, não consigo apanhar, mas vou fazer o seguinte, quando escrever o poema no computador, para ficar legível, vou enviar para o Victor, para ver se o espaço que eu não consigo apanhar, se o Victor me ajuda, ok? Ou então alguns dos senhores que estão em conversação sobre a Eduarda Maria. Voltarei em breve. Abraço
De rui mesquita a 1 de Março de 2011 às 22:25
Sr. Vitor, descobri este blog por acaso, e fiquei bas tante contente por poder ouvir de novo a grande eduarda Maria.Digo grande porque realmente o era.
Queria lhe perguntar onde posso encontrar alguns dos fados dela, ou se o senhor possui alguns deles.
Sou neto da dona eduarda maria
um abraço
De Anónimo a 2 de Julho de 2012 às 21:51
Olá Rui. Penso que deves ser o neto mais velho da minha tia. A Moviplay editou vários CD de fadistas antigos. E editou um CD de Eduarda Maria em simultâneo com Maria José Guia. Aí poderás ouvir alguns dos fados da tua avó, com excepção de um fado dedicado à tua mãe (Teresa Mesquita, se não estiver enganado).
Eduarda Maria teve também uma participação como actriz no filme "Miúdo da Bica".
Cantou no Estoril para o Rei Humberto de Itália. Ainda nos anos 60, tua avó e teu avó (Victor Mesquita e uma jóia de pessoa) montaram um restaurante de fados no Brasil (S.Paulo), e que posteriormente fizeram intercâmbios de artistas entre o Brasil e Portugal. Eduarda Maria ainda têm três irmãos vivos (João, Alzira e Luís).
De Joao Tenreiro a 2 de Dezembro de 2011 às 20:23
È verdade que o Solar do Minho teve lugar em Alfama por volta dos anos 69/70, onde cantei tanta vez com o meu amigo Artur Batalha. Belos tempos, que recordo com saudade quando dali saia a caminho do Galito. Recordo com saudade. Joao Tenreiro (fadista)
De Vítor Marceneiro a 3 de Dezembro de 2011 às 11:24
Na realidade não conheci! esse Solar do Minho em Alfama... não estarás a fazer confusão?
De Anónimo a 2 de Julho de 2012 às 21:29
Boa tarde, a fotografia onde se encontra Eduarda Maria e Alfredo Marceneiro, foi tirada no solar do Minho e não na Adega Mesquita. Carlos (sobrinho).
De Ana dos santos a 24 de Julho de 2012 às 12:45
Hello , sorry its in english but Eduarda is my Aunt

and I am trying to track down all my family
De Joao Dos Santos a 24 de Julho de 2012 às 16:14
Eu sou Joao dos Santos (imao da Eduarda) e estou em Londres desde 1965.. Lembro do meus sobrinhos quando eram pequenos. Passei umas ferias com a Ana e a Vanessa na casa em Lisboa e na Praia das Macas. Imagino casamentos, filhos e netos.
Gostaria de estabelecer contacto
De miguel veloso a 4 de Janeiro de 2014 às 14:56
Olá tio espero que esteja bem e se me quiser contactar aqui fica meu email miguel.veloso70@hotmail.com.
De antonio marques a 30 de Dezembro de 2011 às 20:15
a minha mae teresa marques trabalhou na casa da eduarda maria e depois no solar do minho

Comentar post

Clique aqui para se inscrever na
Associação Cultural de Fado

"O Patriarca do Fado"
Clique na Foto para ver o meu perfil!

arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Site Portugues
Aguarelas gentilmente cedidas por MESTRE REAL BORDALO. Proibida a sua reprodução

tags

10 anos de saudade

2008

50 anos de televisão

ada de castro

adega machado

adelina ramos

alberto ribeiro

alcindo de carvalho

alcino frazão

aldina duarte

alfredo correeiro

alfredo duarte jr

alfredo duarte jr.

alfredo duarte júnior

alfredo marcemeiro

alfredo marceneiro

alice maria

amália

amália no luso

amália rodrigues

américo pereira

amigos

ana rosmaninho

angra do heroísmo

anita guerreiro

antónio dos santos

antónio melo correia

antónio parreira

argentina santos

armanda ferreira

armandinho

armando boaventura

armando machado

arménio de melo - guitarrista

artur ribeiro

árvore de natal

ary dos santos

aurélio da paz dos reis

avelino de sousa

bairros de lisboa

beatriz costa

beatriz da conceição

berta cardoso

carlos conde

carlos escobar

carlos zel

dia da mãe

dia do trabalhador

euclides cavaco

fadista

fado

fado bailado

fados da minha vida

fados de lisboa

feira da ladra

fernando farinha

fernando maurício

florência

gabino ferreira

guitarra portuguesa

guitarrista

helena sarmento

hermínia silva

herminia silva

joão braga

josé afonso

júlia florista

linhares barbosa

lisboa

lisboa no guiness

lucília do carmo

magusto

manuel fernandes

marchas populares

maria da fé

maria josé praça

maria teresa de noronha

max

mercado da ribeira

miguel ramos

noites de s. bento

oficios de rua

óleos real bordalo

paquito

porta de s. vicente ou da mouraria

pregões de lisboa

raul nery

real bordalo

santo antónio de lisboa

santos populares

são martinho

teresa silva carvalho

tereza tarouca

tristão da silva

vasco rafael

vítor duarte marceneiro

vitor duarte marceneiro

vítor marceneiro

vitor marceneiro

zeca afonso

todas as tags