Domingo, 4 de Março de 2007

Fado Ibérico?

O FADO em Flamengo, Sevilhanas, Tango, Brasileiro, etc... pelo Realizador Espanhol Carlos Saura.

 

O artigo que abaixo transcrevo foi editado no site da Globo, portanto ao alcance de todos os interessados pelos assuntos do fado, para análise e discussão.

Para quem não saiba o filme é comparticipado com dinheiro do erário público português, e tem muitos conselheiros fadistas de reconhecido mérito estético/documental/histórico.

 

http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2007/02/13/294555992.asp

 

Caetano, Chico e Garrido participam de novo filme de Saura

Plantão | Publicada em 13/02/2007 às 16h56m

Mercedes Cerviño - Agência Efe 

 

MADRID - O cineasta espanhol Carlos Saura colocou na longa metragem "Fados" o amor que sente desde criança pela canção portuguesa que, para ele, continua viva "por sua força, sinceridade e honestidade". Basta observar o sentimento de quase todos os fadistas, "que cantam sempre de olhos fechados", disse o director em entrevista à agência Efe. O filme conta com a participação de Caetano Veloso, Toni Garrido e Chico Buarque.

Foi em Portugal que surgiu a ideia de que Saura levasse o fado ao cinema, levando em conta suas abordagens do flamenco e do tango nos filmes "Sevillanas" (1992), "Flamenco" (1995), "Tango" (1998) e "Ibéria" (2005). "Queriam uma visão diferente da sua música e me senti orgulhoso porque sou apaixonado porque, me sinto muito unido a esse país e a sua música e o conheço bem".

A produção, com as últimas cenas ainda sendo rodadas nas ruas de Madrid, levou mais de dois anos, quando Saura começou uma "lenta e minuciosa" pesquisa com auxílio de especialistas em fado. Foi a Lisboa, visitou tabernas, estudou as origens do fado para se aprofundar num tema que conhece desde criança.

 "Fados" seguirá a linha dos musicais anteriores, mas irá um pouco mais longe, seguindo um roteiro não linear que pretende "ampliar o universo do fado, incluindo danças e outros elementos e revolvendo suas origens no Brasil e Cabo Verde".

Ele explica: "Não é um filme didáctico nem cronológico. Vai por ritmos e por músicas, por danças e cores. É uma série de números independentes ligados pela luz e pela cenografia, buscando sempre um ritmo global, com temas musicais enlaçados, para traçar um perfil das formas distintas de se entender o fado".

Uma música que Saura remete, em suas origens, a um personagem tão novelesco como real: "Maria Severa -conta- era uma prostituta que morreu aos 27 anos de tuberculoses por volta de 1820. Estava apaixonada por um aristocrata e se acredita que foi a primeira fadista".

"A partir daí foi crescendo até os caminhos distintos que tomou", assinala Saura, e aponta: "Parece incrível, mas as sevilhanas, o tango, o jazz e os fados nasceram todos na primeira metade do século 20. São ritmos muito recentes, que nascem em portos e tavernas, rodeados de uma aura de pecado".

 "Fados" homenageia os grandes do passado, como Amália Rodrigues, Marceneiro e Lucília do Carmo, junto com artistas como Mariza, Camané e Carlos do Carmo, além de cantores estrangeiros como os brasileiros Caetano Veloso e Chico Buarque, a mexicana Lila Downs, o cantor Miguel Poveda e as cabo-verdianas Cesária Évora e Lura.

"Todos justificados", explica Saura: "Adoro o fado porque está marcado pela saudade, pela melancolia. Nasce da despedida, de quando a gente partia para as colónias e segue vivo pelo sentimento, como se comprova vendo os fadistas cantarem de olhos fechados. O fado é força, é sincero e honesto, e expressa o sentimento do carácter português".

Nota: o sublinhado é meu

 


 

Espero que os portugueses, os  fadistas estejam atentos e tenham algo a dizer, não seja como costuma acontecer ninguém está atento e só após o facto consumado é que reagem.

 


 

Recebido por e-mail de um anónimo, com o seguinte comentário hoje dia 05-03-07 pelas 01:10  em resposta ao meu repto.

— Olhe que não, amigo Vítor tal como você há gente atenta, o nosso Primeiro Ministro é que não, pois já afirmou publicamente que não gosta de Fado! ... está no seu direito... mas podia respeitar o que é hoje um património cultural muito nosso.... Se o Primeiro Ministo de Portugal fala assim do Fado, o que dirá a Comissão da Unesco sobre a candidatura do Fado a Património Mundial!!!

Junto uma notícia que julgo  terá interesse em divulgar.

Lisboa chumba filme de Saura sobre o fado

»Oposição da Câmara não aprova apoio de um milhão de euros e pede esclarecimentos«

 

"Não percebo por que razão um filme sobre fado tem de ser entregue a um realizador espanhol", diz Maria José Nogueira Pinto

O projecto de filme do realizador espanhol Carlos Saura sobre o fado pode não se concretizar por falta de verbas. Em dúvida está o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, no valor de um milhão de euros, chumbado na última reunião do executivo autárquico com os votos contra de toda a oposição. PS, PCP, CDS/PP e Bloco de Esquerda exigiram esclarecimentos adicionais à proposta apresentada pelo vereador da Cultura, José Amaral Lopes. A decisão final será tomada em nova reunião a realizar no dia 28.

 

Depois há as "razões partilhadas por toda a oposição". Primeiro, explica Nogueira Pinto, "duvida- se da vocação da EGEAC e do pelouro da Cultura para iniciativas desta natureza. Por mim, defendo que a autarquia deve concentrar os poucos recursos que tem em iniciativas para as pessoas - mais eventos, mais animação de rua. Ser co-produtor é papel que assenta melhor ao Ministério ou ao Turismo". Por último, conclui, "na informação apresentada não há garantias de que o contrato é claro e a câmara não acaba com um filme de quatro milhões na mão, nem há garantias de retorno, ou seja, que o filme será devidamente distribuído e exibido".

 

 

publicado por Vítor Marceneiro às 18:00
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.
Clique aqui para se inscrever na
Associação Cultural de Fado

"O Patriarca do Fado"
Clique na Foto para ver o meu perfil!

arquivos

Maio 2021

Fevereiro 2021

Junho 2020

Maio 2020

Março 2020

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Novembro 2018

Outubro 2018

Agosto 2018

Dezembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Aguarelas gentilmente cedidas por MESTRE REAL BORDALO. Proibida a sua reprodução

tags

10 anos de saudade

2008

50 anos de televisão

a severa

ada de castro

adega machado

adelina ramos

alberto ribeiro

alcindo de carvalho

alcino frazão

aldina duarte

alfredo correeiro

alfredo duarte jr

alfredo duarte jr.

alfredo duarte júnior

alfredo marcemeiro

alfredo marceneiro

alice maria

amália

amália no luso

amália rodrigues

américo pereira

amigos

ana rosmaninho

angra do heroísmo

anita guerreiro

antónio dos santos

antónio melo correia

antónio parreira

argentina santos

armanda ferreira

armandinho

armando boaventura

armando machado

arménio de melo - guitarrista

artur ribeiro

beatriz costa

beatriz da conceição

berta cardoso

carlos conde

carlos escobar

carlos zel

dia da mãe

dia do trabalhador

euclides cavaco

fadista

fadista bailarino

fado

fado bailado

fados da minha vida

fados de lisboa

feira da ladra

fernando farinha

fernando maurício

fernando pinto ribeiro

florência

gabino ferreira

guitarra portuguesa

guitarrista

helena sarmento

hermínia silva

herminia silva

joão braga

josé afonso

júlia florista

linhares barbosa

lisboa

lisboa no guiness

lucília do carmo

magusto

manuel fernandes

marchas populares

maria da fé

maria josé praça

maria teresa de noronha

max

mercado da ribeira

miguel ramos

noites de s. bento

oficios de rua

óleos real bordalo

paquito

patriarca do fado

poeta e escritor

porta de s. vicente ou da mouraria

pregões de lisboa

raul nery

real bordalo

santo antónio de lisboa

santos populares

são martinho

teresa silva carvalho

tereza tarouca

tristão da silva

vasco rafael

vítor duarte marceneiro

vitor duarte marceneiro

vítor marceneiro

vitor marceneiro

zeca afonso

todas as tags