Sexta-feira, 7 de Setembro de 2007

EUCLIDES CAVACO - POETA - DECLAMADOR

EUCLIDES CAVACO, nasceu no concelho de Mira, distrito de Coimbra.

Muito jovem decidiu ir para Lisboa a fim de arranjar um emprego e poder simultaneamente conciliar o seu grande sonho de estudar, anseio que consumou tendo assim concluído em Lisboa o curso geral dos liceus e frequentado posteriormente os estudos superiores.  
Euclides Cavaco
começou a escrever poesia nos seus anos académicos e dela tem feito uma constante da vida. Incondicionalmente apaixonado pelo FADO, foi talvez no FADO que encontrou a sua inspiração maior. Por ele nutre uma transparente admiração consagrando-lhe grande parte da sua obra. Escreve-o para fadistas, declama-o com grande estro poético e essencialmente dá a conhecer ao mundo.
Na década de 60 parte para Angola, onde fez o seu estágio para locutor da Rádio.

Em 1970 num impulso de aventura optou por se radicar no Canadá, onde continua a residir. Em 1974 com um grupo de amigos funda o programa de televisão Saudades de Portugal, de cujo foi apresentador.

Em 1976 é nomeado Comissário Público pelo Governo do Ontário.

Em 1980 liga-se à criação da RÁDIO VOZ DA AMIZADE, de que é director e locutor há mais de 25 anos.

Pelo seu mérito na divulgação da Língua e Cultura Portuguesa, tem recebido diversas distinções honoríficas entre as quais se destacam:   

Condecoração oficial com a medalha de honra pelo Governo Federal do Canadá em 1992.  

Agraciado com a medalha e diploma de reconhecimento pelo Ministério da Cultura Canadiana em 1993.

Premiado com o PRECOM da literatura em 2000 na cidade de Toronto.  

Destacado pelo “ Free Press” numa edição especial em Maio de 2000, como: “ The King of Little Portugal ” 

Homenageado pela Assembleia da República Portuguesa com a medalha de mérito em 2001.  

Distinguido com o troféu Prestígio e Dedicação das Comunidades Portuguesas pela revista Portugal em 2004.

1º Prémio no concurso literário da Associação Cultural Poética – Mensageiro da Poesia em Maio de 2006 

É membro de diversas academias e associações poéticas entre cujas sobressaem: Associação Portuguesa de Poetas, Grémio Literário da Língua Portuguesa, Mensageiro da Poesia Tertúlia de Bocage, Membro Académico da Abrali, Membro da  Academia Brasileira de Letras e outras.

 

ESPAÇO NA NET: ECOS DA POESIA, é a sua página na Internet www.euclidescavaco.com, dedicada à POESIA PORTUGUESA quase a atingir ás 200.000 visitas,  dá peculiar relevância à POESIA DECLAMADA, contendo RÉCITAS, POEMAS ILUSTRADOS, FADOS, BALADAS, CANÇÕES, ETÇ.
OBRAS DO AUTOR: PEDAÇOS DO MEU PAÍS, (obra poética, em cujos poemas preconiza o seu grande amor à Pátria que o viu nascer e deixa nitidamente transparecer com todo o sentimento a sua paixão pelo FADO). VOZ DA ALMA, ECOS DA POESIA, NATAL DA DIÁSPORA, RETALHOS DE FADO, (CD e livro E-book) TERRAS DA MINHA TERRA, QUANDO O MEU CANTO É POESIA e PARTICIPAÇÃO EM DIVERSAS ANTOLOGIAS POÉTICAS. Outros trabalhos em curso a serem oportunamente editados.  

O seu género poético tem atraído a admiração e preferência de diversos intérpretes do FADO, da canção e das baladas. Mais de 120 temas seus já foram gravados em CD.

Editou também já 5 CDs com mais de 60 récitas suas e assina diversas rubricas de poesia publicadas em conceituados jornais e revistas e, mantém participação activa em muitíssimas páginas na Internet.

Continua a recitar poesia com grande convicção Lusíada nas frequentes aparições e entrevistas concedidas à rádio, TV e nos espectáculos para onde é convidado, procurando glorificar sempre o nome de Portugal e DESTE POVO QUE NÓS SOMOS.

In: www.ecosdepoesia.com

 


Com a sua alma Lusa e coração fadista, Euclides Cavaco não podia deixar de se associar a este projecto “Lisboa no Guiness como a Cidade mais Cantado no Mundo”, desde a primeira hora, só na base de dados já constam cerca de 80 poemas seus, sobre Lisboa.

A sua veia poética e o seu amor às causas do fado, quis homenagear mais a nossa querida Lisboa, compondo um poema, que abaixo se transcreve e do qual fiz um Vídeo-Clip, como preito de homenagem e admiração ao homem e à sua obra

Bem-haja

EUCLIDES CAVACO

 

 

L  I  S  B  O  A

A Cidade mais cantada do mundo

 

Ó Lisboa minha musa

À beira Rio plantada

És a cidade mais Lusa

Desta Pátria minha amada.

 

Tu és verso e és poema

Cidade que nos ufana

Há oito séculos suprema

Como gesta Lusitana...

 

Inspiração de poetas

És tema de mil canções

Tuas ninfas predilectas

Já inspiraram Camões.

 

Ostentas reino lendário

Onde a saudade é reinado

No teu trono relicário

Vive um Rei chamado Fado...

 

E o que mais alto ressoa

No País das cinco quinas

É ver que a nossa Lisboa

Também tem sete colinas...

 

Ó Lisboa da saudade

Nestes versos exaltada

Pelos teus dotes...CIDADE

És no mundo....A MAIS CANTADA!...

 

  

 

Video-Clip: Lisboa a Cidade mais Cantada do Mundo
Poema: Euclides Cavaco
Declamador: Euclides Cavaco
Produção e Realização: Vítor Duarte Marceneiro

 

 


música: A Cidade Mais Cantada do Mundo
Viva Lisboa:
publicado por Vítor Marceneiro às 13:46
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Piedade Francisco a 9 de Setembro de 2007 às 20:11
Estou deslumbrada com a maneira como o Sr. Cavaco diz o poema que ele próprio fez, o filme está muito bem feito e é uma grande homenagem a Lisboa.
O fado para mim, não me dizia nada, depois de consultar este seu blog, verifiquei que fado não é só cantar, tem história, e não conheço nada como isto.
Parabéns, o seu avô e o seu pai deviam ter muito orgulho em si.
O Victor ficará na História do Fado.
Parabéns
De Álvaro Nunes Ribeiro a 9 de Setembro de 2007 às 21:31
Muito bem dito e lindo poema.
O filme está bom, mas parece que o Vítor já usou estas imagens, qualquer das maneiras está genial.
Quem diria que tínhamos um Português deste calibre no Canadá.
Já visitei o site e gostei muito.
Continuo a estranhar é não ver ningue´da APAV , a escrever coisas, penso que o meu amigo está aberto a colaborações.
Também tem poucos comentários, é pena pois pelo menos aqueles que copiam o que o Victor faz, nem sequer se referem a si.
Realmente dá que pensar.... Que Povo é este, que Povo.... com cerca de 300 contactos diários e ninguém comenta?
Há uma coisa que eu verifico, pelo menos não dizem mal, a verdade é que teriam pouco para dizer (de mal. é claro).
Continue amigo.
Um abraço <
Álvaro Nunes Ribeiro
De ANÓNIMO a 10 de Setembro de 2007 às 09:28
APAV ????????!!!!!!!!!!!!!!!
QUEM É QUE O VITOR COPIA ?
De Ivone e Carlos a 27 de Novembro de 2011 às 21:33
Hoje estamos felizes, finalmente o fado chegou mais longe. Beijinhos e as rapidas melhoras. Ivone e Carlos

Comentar post

Clique aqui para se inscrever na
Associação Cultural de Fado

"O Patriarca do Fado"
Clique na Foto para ver o meu perfil!

arquivos

Maio 2021

Fevereiro 2021

Junho 2020

Maio 2020

Março 2020

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Novembro 2018

Outubro 2018

Agosto 2018

Dezembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Aguarelas gentilmente cedidas por MESTRE REAL BORDALO. Proibida a sua reprodução

tags

10 anos de saudade

2008

50 anos de televisão

a severa

ada de castro

adega machado

adelina ramos

alberto ribeiro

alcindo de carvalho

alcino frazão

aldina duarte

alfredo correeiro

alfredo duarte jr

alfredo duarte jr.

alfredo duarte júnior

alfredo marcemeiro

alfredo marceneiro

alice maria

amália

amália no luso

amália rodrigues

américo pereira

amigos

ana rosmaninho

angra do heroísmo

anita guerreiro

antónio dos santos

antónio melo correia

antónio parreira

argentina santos

armanda ferreira

armandinho

armando boaventura

armando machado

arménio de melo - guitarrista

artur ribeiro

beatriz costa

beatriz da conceição

berta cardoso

carlos conde

carlos escobar

carlos zel

dia da mãe

dia do trabalhador

euclides cavaco

fadista

fadista bailarino

fado

fado bailado

fados da minha vida

fados de lisboa

feira da ladra

fernando farinha

fernando maurício

fernando pinto ribeiro

florência

gabino ferreira

guitarra portuguesa

guitarrista

helena sarmento

hermínia silva

herminia silva

joão braga

josé afonso

júlia florista

linhares barbosa

lisboa

lisboa no guiness

lucília do carmo

magusto

manuel fernandes

marchas populares

maria da fé

maria josé praça

maria teresa de noronha

max

mercado da ribeira

miguel ramos

noites de s. bento

oficios de rua

óleos real bordalo

paquito

patriarca do fado

poeta e escritor

porta de s. vicente ou da mouraria

pregões de lisboa

raul nery

real bordalo

santo antónio de lisboa

santos populares

são martinho

teresa silva carvalho

tereza tarouca

tristão da silva

vasco rafael

vítor duarte marceneiro

vitor duarte marceneiro

vítor marceneiro

vitor marceneiro

zeca afonso

todas as tags